A última década passou voando e, digamos, a passagem do tempo tem um efeito devastador nos membros do JESUS USAVA CHANEL, já que todos estamos chegando (mais cedo ou mais tarde) na periclitante faixa dos 30 anos. Dito isto, 2011 foi um ano que rendeu um número incrível de álbuns subestimados e que acabaram se tornando clássicos pop sem que nós sequer percebêssemos com clareza – e é por isso que o décimo episódio do nosso podcast vai falar exatamente sobre esses discos decenários e como eles tiveram uma importância enorme para a construção do ouvinte pop contemporâneo e do fã regular de cantoras flopadas e obscuras. Sintoniza seu rádio aí e vem dar play no JU2C #10!

Um ano após o surpreendente comeback do JESUS USAVA CHANEL com o episódio “Futilidades e BBB em tempos de quarentena”, lançado em 2020, absolutamente nada mudou e nós continuamos mofando em casa e dando aquela espiadinha indispensável no Big Brother Brasil. É por isso que dessa vez voltamos com uma PARTE 2 daquele episódio, agora comentando é claro o BBB 21 e a maturidade (ou alopração) da dinâmica Pipoca x Camarote, que elevou os índices de audiência do programa e trouxe personagens que já entraram pra história do reality. Vem dar play!

O excelentíssmo podcast do JESUS USAVA CHANEL está de volta depois de alguns meses em hiato devido a problemas estruturais. E tem coisa melhor do que voltar – e dar o pontapé nos episódios de 2021 – com um episódio especialíssimo sobre TREVAS? Nesse oitava edição do JU2C, vamos falar um pouco sobre as Maldições modernas do universo pop, basicamente um compilado de urucubacas vindas direto do umbral e que tiram o sossego de artistas pop e todos os tipos. Vem dar play!

O JESUS USAVA CHANEL cansou de música pop como um assunto per se e pensou: que tal se o nosso podcast começasse a elencar como tema a vida dos outros? Sim, isso mesmo! O JESUS AJUDA é o novo podcast do JU2C, um formato inovador (risos) e intrusivo onde você manda as suas angústias, problemas e questionamentos e a nossa equipe se prontifica a respondê-los – dando aquela mão amiga e ajudinha divina que só os lgbteres deste blog poderiam dar! Nesse primeiro episódio temos problemas de relacionamento, bruxaria, briga por herança e ouvintes caindo no conto do boi…!

Agosto, o mês do cachorro louco, finalmente chegou ao fim. YASSSS! E como o JESUS USAVA CHANEL praticamente não funcionou durante esse mês inteiro, preparamos essa edição do PRE:CAST justamente para comentar os acontecimentos da música pop, do cenário político brasileiro e do panorama global da saúde mais relevantes desse oitavo mês do extenso e tortuoso ano de 2020. Vamos falar um pouco sobre a colaboração do BLACKPINK com a Selena Gomez em “Ice Cream”, da última edição do VMA, que premiou a Lady Gaga com o TRICON Award, do álbum “Smile” da Katy Perry, das celebridades furadoras de quarentena, das celebridades envenenadoras de maridos e também da discografia do RBD, que está prestes a entrar nas plataformas de streaming… Ufa! Vem dar play:

O que fazer quando você, uma artista anteriormente querida pelo público, deixou a sua reputação mais suja do que pau de galinheiro depois de um álbum de qualidade duvidosa? Uma limpeza de imagem musical, é claro! E é por isso que o sétimo episódio do podcast do JESUS USAVA CHANEL se trata de um longo estudo sobre a construção visual de mocinha na indústria da música pop, com uma discussão sobre artistas que mudaram seus direcionamentos musicais para reconquistarem o público – tudo com um selo Rafa Kalimann de qualidade! [TRIGGER WARNING] O episódio traz rápidas menções sobre assuntos densos como assédio e abuso sexual, então não clique em play caso esses sejam temas sensíveis para você.

O podcast principal do JESUS USAVA CHANEL tá de volta com um especialzinho pro Pride Month (que inclusive já passou há muito tempo). Nesse episódio, onde o Lucas está excepcionalmente ausente, nós comentamos sobre uma prática safadíssima da cultura pop e que já pescou muita gente por aí: o Queerbaiting! Além de explicar o termo para quem ainda não é muito entendido sobre o tema, nós também listamos alguns exemplos importantes de pescaria LGBT+ nos mercados midiáticos do ocidente e do oriente!

Golpes de marketing, cantores escondidos atrás de cortinas, roubos de samples, fraudes de vendas!! Tudo isso é tema pra quinta edição do podcast do JESUS USAVA CHANEL, que comenta um pouquinho sobre as inúmeras falcatruas que praguejam a música pop aqui no ocidente e também lá no oriente!