TWICE simplesmente não consegue se conter

O novo capítulo do Twice vem recheado das melhores coisas que podíamos pedir da nova fase “adulta” das gatinhas: synthpop, rala calcinha no chão e um clipe duvidoso que a gente aceita pelas referências all over the place da JYP. Que as nove queridinhas da Coreia são um dos maiores grupos da indústria, a gente já sabe, mas o mais interessante disso tudo é ver como um grupo estabilizado PODE escolher como evoluir musicalmente na sua carreira – até porque grupos menores são reféns das questões comerciais podres do K-pop – e o TWICE não decepciona nesse quesito. I Can’t Stop Me é viciante, deliciosa e resgata as melhores referências do europop em sua melhor forma.

Os synths de I Can’t Stop Me são por vezes repetitivos, recuperando a força de hits como Sweet Dreams (Are Made Of This) e outras músicas dos anos 80, é fato dizer que o grupo anda surfando um pouquinho na tendência cíclica de pop oitentista que anda rolando no K-pop desde que nomes como The Weeknd, Dua Lipa e Lady Gaga começaram a fazer barulho com a sonoridade no ano de 2020. Mas isso não é muito característico do TWICE – More and More é um tropical house safado, gênero que não aparecia há anos na indústria -, e sem dúvidas é interessante ver como as nove gatinhas de Busan se saem ao remodelarem uma tendência aos seus formatos, visto que como eu apontei antes, elas não precisam. 

O TWICE vem em uma missão quase messiânica de apagar o seu histórico hiper fofo, 8-bitiano, dance pop que elas tiveram por muito tempo. Claro que com nomes como BLACKPINK, ITZY, (G)-Idle e até mesmo IZ*ONE fazendo sucesso com hinos empoderados retirados diretamente das páginas dos livros da Alexandrismos, o conceito “olha como eu sou fofa” já não tinha local na indústria. E desde que elas decidiram isso, tudo foi bem sucedido. Músicas como FANCY e Feel Special enriqueceram muito a discografia das meninas, assim como as b-sides dos seus EPs que mostraram um lado do TWICE que sem dúvidas atraiu muitos outros fãs. I Can’t Stop Me é um novo passo, ainda mais ambicioso na carreira delas. Parte do seu segundo álbum, Eyes Wide Open, a música é um tiro certeiro no grupo Eurythmics e no Depeche Mode, ressignificando essa sonoridade para o estilo do TWICE.

As nove queridas de Seoul soltam uma faixa da dance music, com elementos do europop oitentista, uma pitadinha de elementos traps com uma junção doida de texturas upbeat repetitivas que transportam o ouvinte para um outro estado mental. I Can’t Stop Me começa com acordes de instrumentos chineses em uma roupagem eletrônica já conhecidos no K-pop até mesmo pela unit Orange Caramel (em sua música Shangai Romance), o que deixa a atmosfera desses quase quatro minutos – ui que delícia né – mais místicos ainda. É uma resposta do K-pop à tendência mundial de pop oitentista/noventista. E eu digo isso porque além dessas referências todas, ainda temos uma estrutura bem comum na indústria com raps seguidos das integrantes Chaeyoung, Momo e Dahyun, o que deixa a faixa muito mais crocante. 

É engraçado de ver como a composição da música serve ao TWICE como uma luva. No meio de tantos hinos empoderados que falam sobre as integrantes dos grupos pisarem em machos escrotos – o que eu apoio 100% -, o TWICE está sempre mais inclinado ao lado de um diálogo flertante, quase amoroso, com o seu ouvinte. Elas servem o hino ninfetônico – acabei de inventar essa palavra – para que todas nós possamos nos sentir feito verdadeiras gostosas seduzindo algum homem aleatório que vimos durante a ida ao expediente no ramal de trem mais próximo da sua casa. A música basicamente diz que elas “não conseguem se conter” quando estão fazendo contato visual com uma certa pessoa, mesmo que todos os sinais ao redor delas digam para que elas PAREM. E uma vez que elas começam, não tem como parar. Verdadeiras guerreiras do amor. 

O clipe de I Can’t Stop Me é uma bagunça visual gostosinha. Temos vários cenários aleatórios, onde um diretor sul-coreano tentou contar uma história mas pelos cortes avulsos e aleatórios não conseguimos muito bem entender o que ta rolando. Além de que, o clipe supostamente é uma continuação de More and More, só que não tem lá essas coisas que nos façam remeter ao seu single anterior, além da mesma fonte. As meninas ficam de frente com o seu próprio self se encarando por uns minutos, até que uma gatinha entra na cena de moto e acaba com o campeonato de encaradas. Ah claro, temos também várias cenas de dança onde elas provam para nós que não são mais aquele TWICE de Likey, e que agora elas arrastam a calcinha no chão mesmo.

I Can’t Stop Me é literalmente um dos melhores lançamentos do K-pop esse ano, engraçado ver como você pode fazer parte de uma tendência e não precisar literalmente copiar na cara dura um hit de sucesso ocidental, não é mesmo? O TWICE segue sendo um dos titãs da indústria do K-pop, inovando a cada lançamento e realmente se preocupando com como está ficando a imagem do grupo musicalmente falando. Parabéns meninas mulheres.

4 Comments

  1. É incrível que esse álbum não tenha uma música ruim.
    Até as que eu menos gostei eu não pulo a faixa.
    Inclusive Go Hard hinoooo
    Merece muito um vídeo especial ou promoção.

    Curtido por 1 pessoa

  2. O delivery da Chaeyoung é tão esquisito (ela definitivamente tem aquele poder Elle Teresa de produção que com rios de vocoder fica muito interessante, mas que não vai ser usado nas titles) e casa certinho com essas letras cereal com leite que dão pra elas. Nisso acabou eliminando a Dahyun e a Momo em sequência, que só deixaram o negócio apático tentando mandar o verso sério.

    Uma pena. Poderia ser tudo viral igual a primeira frase.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Quando eu vi as fotos desse álbum não fiquei muito animada, mas o teaser do mv eu já fiquei super ansiosa, é um álbum perfeito adorei todas as faixas, elas serviram muito nessa era

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s