JESUS RANKEIA: Pare de Se Odiar! Special Edition

É isso mesmo manas do vale da lacração, estamos prontas para mais alguns meses de puro lacre e empoderamento dentro de nossas casinhas ficando sãs e salvas do COVID-19, que é basicamente o culpado por todos nossos desempoderamentos. E como bem sabemos, a indústria do K-pop não parou um segundo sequer, vida de trabalho para eles e isso significa que também é vida de trabalho para nós, blogueiras completamente preocupadas com os conformes da indústria musical – kkkkkkkk em partes visto que somos procastinadoras demais. E como você, que é nosso leitor, também tá aí na sua casa só procastinando aquele trabalho da faculdade, passado por um professor que acha que está sendo hackeado a todo instante no ead, O MUNDO DA MÚSICA TEM UMA NOTÍCIA PRA VOCÊ: Pare de Se Odiar.

Em meio a tantas tragédias, nós conseguimos fazer a curadoria perfeita dos últimos lançamentos relevantes e outros não tão relevantes assim, e alguns que já aconteceram há algum tempo. Tem alternativo, tem pop empoderado e obviamente todas elas contém uma pitada de lacração para a gente fazer um tombamento na cara dos macho escrotos <333

MAMAMOO – Wanna Be Myself

Se não fosse o time de editores compromissados com a verdade e a justiça, que por vezes se perdem no personagem jogando Among Us, eu nem saberia que o MAMAMOO tinha voltado – e pra ser sincero gostaria de ter continuado sendo o meu “eu” de 5 horas atrás que não sabia. Um pouco mais de aprofundamento nisso e descobrimos que as 4 esquetes ambulantes do Zorra Total na verdade estão fazendo um comercial para uma marca de vestimentas esportivas, daí toda a seriedade lacradora da música. Depois de um intensivão de leitura de livros de auto-ajuda – e alfinetar bastante outras idols e outras raças/culturas nos programas de TV -, o MAMAMOO resolveu lançar o que vem a ser sua primeira música boa desde o início da sua carreira. Wanna Be Myself se afasta completamente dos seus lançamentos, tem uma sobriedade muito boa na música que carrega os acordes de violino ecoando ao fundo, que eventualmente se tornam bass de trap-music. A faixa que começa um tanto “épica” com vocais aéreos, falsetes e outras gritarias que já são as marcas do grupo, muito da vibe “disco” da faixa é transformada e modernizada para pontos-chaves de produções mais recentes, seguindo uma pequena tendência que já voltou para o K-pop mais uma vez. O refrão com os vocais contidos de uma das esquetes do Zorra Total é sem dúvidas um dos pontos altos, pena que elas repetem “wanna be myself” um pouco demais, e tudo parece um grande Sarau da influencer Pugliesi antes dela ter sido cancelada por gritar “fodase a vida”. Mas mesmo assim, é uma boa tentativa das quatro personagens de A Praça É Nossa, e certamente gostaríamos de ver algo mais “refinado” dessas coitadas.

Nota: 3 de 5


EVER GLOW – La Di Da

EVERGLOW comenta sobre a revolução industrial em “La Di Da”, e por mais que isso seja mentira e não tenha nada além de um grande pop-eletro oitentista aqui, vamos ao fato: a Coreia do Sul está completamente obcecada com o aplicativo chamado Tik Tok. Isso mesmo gente, o Tik Tok já chegou na Coreia do Sul e podemos ver como isso estragou algumas produções. E antes que vocês falem “sure grandma, let’s put you to bed”, quero dizer que aceito conscientemente meu papel de cacura saudosa do gênero – mesmo que não faça sentido visto que amo novos lançamentos. Grande parte desse estrago pode ser visto nos lançamentos como DESSERT de DJ HYO – que nem precisava do TiKToK pra estragar – e What You Waiting For da ex-produce 101, ex-IOI, ex-quase-Twice, SOMI. Todos querem algo que emplaque nessa plataforma. “La Di Da” é abertamente cópia de “Blinding Lights”, do The Weeknd, e é óbvio que isso se deu pelo fato das gatinhas também quererem um smash hit viral de um aplicativo fraudulento, igual as views delas. Mas de qualquer jeito, enquanto falamos disso, o EVER GLOW lançou uma delicinha eletro pop e calou a boca do site e seus adms, pois a música é exatamente um “Pare de Se Odiar” extensivo, com uma coreo babadeira que vai ser hit no vale das homossex. “La Di Da” é basicamente o melhor comeback desse grupo com fanbase formada por bots – não estamos falando de você BTS -, o monstruoso synth que fica em loop quase toda a duração da faixa, nos transporta para outro estado mental, com um refrão maravilhoso e um break que até decente onde a MC Kelly manda um rap pra gente. O eletro-pop oitentista, e a vibe “Sin City” (que infelizmente não foi levada até o fim), é mais uma vitória pro K-pop que está abraçando mais uma vez os refrões cantados. 

Nota: 4 de 5


Bree Runway – Little Nokia

Bree Runway é sem dúvidas uma das maiores artistas da cena alternativa que nós temos. A gata faz rap, canta, dança e serve visuais completamente crocantes para que gayzinhos como nós possamos ser devidamente alimentados. E de fato, poucas meninas são como elas. Seu último lançamento foi “ok”, Gucci que contava com a parceria de Maliibu Bitch foi uma faixa despretensiosa, sem muito de novo que pudesse adicionar no catálogo impecável dela, mas Little Nokia é basicamente seu melhor lançamento desse ano. A faixa que começa estrondosa com riffs de guitarras agressivos que nos faz pensar que isso vai ser uma experiência pop-rock prestes a decolar. Mas os outros elementos de synthpop entram na música ao longo do refrão, e também dos versos. As batidas metálicas muito características de produções de artistas como Charli XCX e SOPHIE também aparecem aqui, contribuindo para que Little Nokia seja uma baguncinha deliciosa de todos esses ritmos. A música fica ainda mais interessante pelas letras que saem da composição da artista, como por exemplo “He only hit me/When he wants that goddess level sex”. Provando por aqui que é uma música para dedicar ao boy lixo embuste macho escroto. Tirando isso, o único defeito é que ela tem apenas dois minutos de duração, e Bree poderia ter se estendido um pouco mais com outro refrão no final ao menos, mas isso não tira exatamente a majestosa produção e composição dela. Bree Runway elevou seu patamar outra vez, provando que está aqui para ficar, e também que é uma das melhores artistas atualmente.

Nota: 5 de 5


WONHO – OPEN MIND

E claro que no nosso tópico de empoderadas não poderíamos deixar a comunidade de padrãs fora dessa. Wonho, que é basicamente um ex-membro de alguma boyband que não é nem relevante (acho que é Monsta X), fez seu debut solo lançando a delicinha synthpop chamada “Open Mind”. A faixa solo nos remete à alguns lançamentos do TAEMIN e da sonoridade que ele seguiu enquanto artista solo: um synthpop gostoso, com instrumentos crus como o baixo e alguns riffs de guitarra. A mistura feita em “Open Mind” é perfeita, e traz para nós uma música que fala sobre mentes abertas, sobre encontros repentinos e obviamente que teria que contar com uma baixaria ou outra, visto que é um membro de uma boyband. Wonho havia saído do grupo por causa de polêmicas envolvendo roubo, dívidas e até drogas – e se ele consumiu drogas a gente não sabe, mas que ele aparentemente tomou um monte de anabolizantes isso não dá pra negar, já que ele e voltou todo padrãozudo para os palcos mais uma vez. Eu adorei. Não preciso nem dizer que o conceito gigolô do k-pop é o que deveria continuar em alta para as boybands, meninos empoderados com seus corpos e mostrando que são a reencarnação do legado do falecido grupo 2PM – esses que foram criadores do conceito GPs do K-pop. Tirando isso, antes que alguém fale que a gente tá sexualizando ele demais (lol), WONHO provou que é muito mais do que um corpão padronizado em frente às luzes do palco, ele também é um dos personagens de Magic Mike que conseguem entregar uma música minimamente decente que vem de vozes masculinas – algo completamente inédito -, e entregou a pura baixaria que as fãs desses marmanjos ficam comentando embaixo de vídeos do youtube de mulheres empoderadas. Então, parabéns Marcos Goiano do Monsta X, que não nos fez abrir somente a mente mas também outras partes de nossos voluptuosos corpos. Ohhhhhh.

Nota: 4 de 5

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s