BAÚ DA KAHI #4: Queen RaNia Al-Abdullah, RaNia, BP RaNia ou B.S.

O BAÚ DA KAHI voltou fuçando o passado de mais um grupo tragicamente morto na comunidade beija ou passa dele. E dessa vez nossa vítima escolhida é o grupo RaNia! Muitos de vocês podem não saber que grupo é esse, na verdade eu tenho certeza que 90% dos nossos leitores não fazem ideia de que grupo é este, visto que o sucesso delas não existe e a carreira natimorta das meninas durou pouco mais de 5 anos. Mas a realidade é que para quem é cacura do k-pop e não se envergonha disso – a gente -, o RaNia causou um alvoroço revolucionário no k-pop lá em 2011 quando debutou. Mesmo vendendo 5 cópias ao longo de sua carreira, o RaNia foi o responsável por começar uma #trend de bucetudas gostosas que iriam arrastar a pélvis no chão e não teriam vergonha disso. 

Esqueça CL, ou Hyuna, ou a Hani do EXID, essas são as verdadeiras putinhas aborteiras do k-pop. Em um momento onde ninguém nem tinha aulas de sexologia, o RaNia servia basicamente como uma personificação da Laura Muller para sul-coreanos, dando workshop de como ser sua versão mais cadelizante. Mas claro que um grupo tão #unapologetic não poderia simplesmente ter uma carreira certinha né não? Aliás, pelo que vocês estão vendo nessa coluna quase nenhum grupo da Coreia tem uma carreira decente nas mãos de velhotes caquéticos que tem 0 preparo para organizar carreiras. Além disso, o grupo quebrou muitos recordes: primeiro grupo a ter uma idol negra npc, primeiro grupo a ter uma idol deportada, primeiro grupo a ter uma idol brasileira, primeiro grupo a substituir uma idol no clipe por uma dançarina e primeiro grupo a ter três nomes diferentes……

TOO HOT FOR NETIZENS

RaNia, não confundir com Queen Rania Al Abdullah – só as cacuras vão pegar essa -, foi também a primeira grande tentativa de Teddy Riley dentro do mercado sul-coreano. Ah JESUS quem é Teddy Riley? Bom, ele era um grande produtor norte-americano com vários hits de r&b na sua cartola, mas óbvio que isso é passado e teve um motivo muito claro pelo qual ele entrou nessa pataquada de criar uma “expansão asiática” da música dele né? HAHAHHA. Foi esquecido pelo seu “clique” norte-americano e acabou nessas categorias de featurings baratos mas não tão caóticos que os grupos de k-pop conseguem que ainda rende algum prestígio (tipo T-ARA e Chris Brown, SNSD e Snoop Dogg)… Mas chega de blábláblá e vamos fuçar o baú.

A ideia do grupo “RaNia” na verdade surgiu de uma das milhares de tentativas de reviver o Baby V.O.X. da DR MUSIC. O Baby V.O.X. era uma das girlbands mais famosas da década de 90, ao lado de nomes como S.E.S e Fin K. – nomes que futuramente originariam SNSD e KARA, top groups do país. O Baby V.O.X. servia muitos hits, além de ter dentro dele uma integrante que tinha seus 30 anos de idade, e mentia para o público dizendo que era uma libélula de 20 aninhos (o grupo também rendeu uma das maiores e menos apreciadas solistas da Coreia, a Kan Mi-youn, lendária).  Mas chega de Baby V.O.X.! O importante aqui é que vocês entendam que o RaNia era para ser na verdade OUTRA geração desse grupo, porque a DR MUSIC tava jurando que depois de tantos anos de disband o público ia comprar a ideia, e que ia hitar só pelo nome. Além disso, a DR MUSIC também colocou a T-ae, uma das integrantes, para contracenar com Jay Park em um filme que fez muito sucesso, o que já levantava as esperanças da empresa em criar um smash hit AHAHAHAH. Mas depois de vários babadinhos com as trainees, eles simplesmente desistiram da ideia – sério, a menina chinesa foi proibida de sair do país, uma menina da coreia foi proibida pelos pais e a outra simplesmente desistiu. 

O RaNia, que é acrônimo para Regeneration Idol of Asia (completamente sem sentido), BP RANIA ou B.S. como é chamado hoje em dia (depois de vários disbands não-oficiais kkkkk), é um produto Teddy Riley de Qualidade Duvidosa em parceria com a DR Music, debutando em 2011. Ao todo acho que o grupo teve umas 20 integrantes – não estou exagerando -, mas no comecinho mesmo eram apenas 7, quer dizer, eram 8 se o visto de uma das gatinhas não tivesse sido extraviado e a coitada tivesse sido deportada da Coreia do Sul – por favor nem me perguntem COMO. A line-up original então era com: Saem, Jooyi (que seria a quarta integrante do 2ne1 mas foi substituída pela Dara kkkkkkkkkkkk um minuto de silêncio pela carreira dela), Di, T-ae, Joy, Riko (segundo cover oficial da Namie Amuro), Xia e Yijo, a gatinha deportada.

Primeiro stage de “Dr Feel Good”, elas chocaram a todos.

O grupo debutou com a música “Dr. Feel Good” que era nada mais nada menos que uma rejeitada da Lady Gaga – e por rejeitada da Lady Gaga eu quero dizer que o Teddy Riley escreveu pensando nela mas nem mesmo entrou em estúdio com a narigudinha visto que a letra é o show de cadelização e ela nem deve ter pensado em aceitar. E desde então o circo foi plantado. A letra da música era sobre se sentir mal e precisar de um encontrinho com o médico, o que pode ser metáfora para muita coisa mas vamos pensar aqui que era na verdade uma consulta com o Dr Kim para conseguir um novo nariz. “Dr. Feel Good”, assim que foi lançada, arranjou mais notas nos portais famosos, e nos jornais de TV, do que streams nos charts sul-coreanos. “RaNia putinhas aborteiras”, “RaNia too hot for netizens”, “RaNia virgens na cama putas no palco”… era uma baixaria só que sinceramente nem era justificada visto que elas só tavam dançando de forma mais provocativa, e a letra mesmo do single tinha sido completamente modificada, além de que um ano depois estavam batendo palma pra SISTAR fazendo o mesmo. Mas enfim, o TEA aqui é que o primeiro EP delas se chama “Teddy Riley’s first asian expansion”, o que deixava o RaNia completamente em segundo plano. Mais tarde soubemos inclusive que essa marketada falha no nome do produtor nem tinha passado pelos ouvidos dele, e ele nem estava recebendo dinheiro pelo nome dele espalhado por aí. UMA COMPELTA BAGUNÇA feita pela DR MUSIC, que agora estava simplesmente tentando vários outfits novos nas garotas porque os internautas também reclamavam deles. E no meio disso, a nossa Jooyi, ex-2ne1 atual gritadeira do grupo, tinha que dar suas cordas vocais fazendo umas fissuras, melismas e o cacete a quatro pra mostrar que elas eram talentosas antes da música começar, adicionando aquele #drama. No fim, não podemos dizer que foi um sucesso, na verdade foi um completo fracasso, a música pelo menos entrou no top 100, em 99!!!!! Quem amou? FUN FACT: o clipe “Dr Feel Good (too hot for netizens)” conta com a versão em inglês da música, gravada completamente pela Jooyi (guardem esse nome) que também fazia a versão em inglês da b-side sozinha enquanto as meninas dublavam as letras HAHAHAH muito bom ❤

Depois disso elas até tentaram dar a volta por cima com essa b-side “Masquerade”. Ah e é aqui que vai outra piada: O debut do RaNia era para ser na verdade completamente GLOBAL, comercializando cds na China, Tailândia, Estados Unidos e Coreia do Sul – deve ser por isso que até hoje o primeiro EP delas não tem vendas contadas pela Gaon, o ultimate “guarda na fanbase”, quem amou? -, e isso resultou em “Masquerade” ser totalmente em inglês. Tiveram que regravar a música em coreano, até porque a primeira versão, como eu disse, é cantada apenas pela Jooyi, HAHAHAHA, eu amo. E até que elas conseguiam uns gritinhos nas performances da vida, e de fato esse era o melhor single delas. Sem clipe, apenas performances e um lançamento bem low profile, elas ficaram promovendo essa música até a primeira bomba do grupo: o desentendimento com Teddy Riley. 

Uhul! Comeback com o single coreano americano “masquerade”

Como eu disse para vocês, o grupo RaNia estava sob o selo da Dr Music, então a empresa marketar agressivamente o nome do Teddy tinha 0 sentido, até porque ele era um HAS BEEN da indústria, e como eu disse ali em cima, o produtor ficou puto por colocar o nome dele em todo lugar e quis romper completamente seus laços com a DR MUSIC e o RaNia. O que muitos não sabiam é que o grupo que contratou Teddy Riley, a PMG, era muito mais próximo do RaNia que vocês podem imaginar….o presidente desse grupo, Ruk, namorava nossa querida Jooyi, ex-2ne1 atual christina aguileira da coreia, o que não rendeu nada exatamente, mas é um fato bastante crocante pra gente colocar aqui, visto que o grupo seguiu suas atividades normalmente, mas quem sabe esse não foi o motivo da Jooyi (também conhecida como LUCY) ter cantado basicamente metade das músicas em coreano, e feito todas as versões em inglês. O Teddy Riley foi para a SM Ent, e chegou a tuitar que não tinha nada contra o RaNia e que elas seriam melhores com ele dentro da SM, HAHAHAHAHAHAHAHA provando que não sabia o básico do k-pop, até parece que a SM iria se importar com um grupo nugu que teve dois singles, ainda mais porque o comeback do Girl’s Generation se aproximava, e elas levaram uma das melhores produções do coitado com “The Boys” que se tornou um smash hit naquele mesmo ano…..triste. 

Depois da imagem delas ter sido jogado na vala ao lado dos poppers usados de fãs de Hyuna e photocards da Jessica Jung que pertenciam aos S<3NES, o RaNia não tinha mais nada a perder não é mesmo? E o que melhor para a sua volta aos holofotes do que uma produção do magnífico BRAVEBROTHERS? Bom, antes do BraveBro. experimentar suas intros um tanto cringes com o projeto de boneca plástica viva Jimin do AOA (e part-time bully), esse mesmo produtor tentou essas mesmas firulas com uma produção do RaNia. “Pop Pop Pop” é um dancepop gostosinho saído direto de um dos ads da Samsung ou do Xiaomi, é uma música digna de um smartphone tecnológico, em um clipe igualmente cringe cheio de CGI que fazia as meninas flutuarem no chão de tão mal feito, e também title-track do EP “Time To Rock” – dessa vez sem o nome do produtor tomando tudo, perceberam? Era o começo do que achávamos que ia ser a carreira das meninas, afinal a música conseguiu uma entrada no top 70 dos charts sul-coreanos, mas logo depois disso a membro Joy entrou em um hiatus repentino por conta de um alagamento na cidade onde ela morava na Tailândia. Infelizmente a gatinha já aproveitou o tempo off pra sair do grupo de vez, e ainda lançou uma série de tweets (deletados hoje em dia) dizendo que não podia mais voltar pro showbiz em geral, orem pela gatinha e pelos danos que a DR MUSIC pode ter feito com ela. Mas pra ser sincera, a menina tinha pouquíssimas linhas e os managers do grupo acharam que a falta dela nem ia ser sentida. 

Pop your p*ssy up!

E agora a coisa mais estranha do mundo aconteceu: o RaNia, agora com 6 membros, fez uma performance em Maio de 2012 no Dream Concert, onde *PASMEM* elas não cantaram “Pop Pop Pop” e sim uma música chamada “Killer”. Ah mas JESUS que música é essa? Não perguntem, mas guardem esse nome e esse fato inusitado, pois em setembro do mesmo ano o comeback estava mais do que confirmado e para o choque de todos, a música não era “Killer” – que é basicamente um dos melhores lançamentos não oficiais delas. A DR MUSIC tem muitos contatos na indústria né, afinal eles são o selo que jogou o “Baby V.O.X.” no cenário e sem elas muito da cultura de girlgroup que temos hoje não seria possível – rs -, então vendo o estado deplorável e bagunçado que o RaNia estava, o velhote da YG (isso mesmo você não leu errado) teve que intervir. 

O velhote veio com uma produção realmente digna, não parecia ter poupado dinheiro para fazer ela e é de fato uma das melhores faixas do RaNia que apelava para o público, e com certeza “fiel” à “imagem” do grupo, se é que eles ainda ligavam para isso. “Style” é um synthpop com influências noventistas maravilhosas, o clipe mostra todas elas super refinadas com o auxílio emergencial que o YG deu para elas, até hoje esse é o melhor lançamento das meninas. Então qual foi o problema? – óbvio que tem que ter um. Nesse comeback, a nossa christina aguileira não estava presente????????????? Jooyi simplesmente tinha ficado #off, desativado por uns dias e simplesmente a DR MUSIC não deu nenhum motivo para esse hiatus. Mas foi interessante ver como o grupo se sustentaria sem a gritadeira nele, e não é que rendeu basicamente a melhor dinâmica delas? Coitada, além de ser chamada de feia pelo público, pelo manager e provavelmente pelas meninas do grupo, ainda tinha o fato de que sem ela o grupo ficou melhor ainda. Sem ofensas afinal de conta ela era minha fav, mas não dá pra negar que as performances de “Style” e a era em geral é a melhor do RaNia. Sem contar que foi a primeira vez que o grupo pegou um top 40 na Gaon com um digital single, o que deve render uns 100 mil downloads, smash hit para os padrões Queen Rania Al-Abdullah de sucesso. 

Com o estilo do RaNia finalmente restaurado, a identidade artística na sua era de ouro, com a imagem “acompanhantes de luxo mas sem sexo anal”, qual seria o próximo passo? Continuar óbvio. Mas claro que isso não é um conto de fadas, então vem mais bomba por aí. Em Março de 2013, o RaNia voltou com o single “Just Go”, junto com seu terceiro mini-album “Just Go (Goodbye’s The New Hello)”, inclusive COM A FAIXA KILLER apresentada em 2012 (?????), e a formação de 5 membros continuava, mas tava rolando um verdadeiro rodízio né, pois nesse comeback a Riko não estava presente, e nossa querida Jooyi voltou do seu tempo #off, loiríssima com seu megahair para pegar de volta seu posto de gritadeira oficial do grupo. Nesse tempo eles também anunciaram que o RaNia faria um debut nos Estados Unidos (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk) no verão de 2013, elas estavam contratadas sob o selo da Empire Records e a Fireworks seria responsável pela assessoria, inclusive pelos mesmos nomes que eram responsáveis pela Britney Spears na época – e não que isso seja mérito visto que 2013 foi o começo do fim da gata -, e depois disso foi ladeira abaixo. 

Na Coreia “Just Go” conseguiu o primeiro top 30 do RaNia, ficando em #26 nos charts coreanos, Riko estava simplesmente #off para estudar pro ENEM sul-coreano e passar para uma faculdade visto que ela já sabia que não ia rolar com o grupo, mas mesmo assim ela “continuava no grupo”. O RaNia começou a gravar um reality show para MTV chamado “Road To Fame” em Los Angeles e em outras cidades dos E.U.A., e a ideia toda era mostrar a preparação delas para o debut tão esperado com featurings dos rappers Snoop Dogg e 2 Chainz (como eu disse no começo ia ser uma coisa meio t-ara e chris brown), mas do nada isso tudo foi adiado em Junho? E o grupo começou outros projetos? O grupo estava agora filmando uma música comercial de um parque aquático sul-coreano, e já em 5 de julho elas lançaram a música “Up”. O melhor dessa música é sem dúvidas seu clipe. O grupo com suas 5 integrantes tinha que sensualizar em uma saturação de 90%, com biquininhos do acervo marisa naqueles cabideiros de “últimas peças”, e quando você pensa que isso não pode piorar, a integrante Di, Kimdee, ou tanto faz, estava com o pé fraturado e não podia dançar. Qual seria a decisão razoável? Ah vamos avisar aos fãs né? NÃO! Vamos colocar uma dançarina no lugar dela e um flash de luz gigantesco, uma edição esquizofrênica e tá pronto, ninguém vai nem perceber que não era ela ali. Gente….não é brincadeira, a DR MUSIC tinha sérios problemas. 

Depois disso as coisas pioraram. Em 2014 elas assinaram contrato com uma empresa espanhola chamada  INGENIOmedia, e eles mesmos confirmaram que elas teriam um comeback em julho com uma faixa chamada “Acceleration”, inclusive que a DR MUSIC estava procurando uma sexta integrante para substituir a Riko. PERA AÍ…..PE RA AÍ. Como assim substituir a Riko sendo que ela só tava estudando pro ENEM? Isso causou um fuzuê em todos os fãs, inclusive na Riko que não estava sabendo de nada. Ainda teve o babado de que a INGENIOmedia sem querer querendo vazou a faixa do RaNia para um fã sasaeng – que é como eles chamam stalker lá na coreia -, e depois disso ainda cortou os laços falando que a DR MUSIC tava “demorando muito”, um tipo de “Vambora fia lança logo esse single” pra eles, e nem assim ajudou. A Riko de fato foi chutada do grupo, com a desculpa de que seria injusto pagar um salário mínimo pra ela se ela não estava fazendo nada, apenas estudando para o ENEM. Inclusive mandando um shade pra INGENIOmedia dizendo que as mudanças na line-up do RaNia deveriam sair da boca deles mesmos. Muito bem, ainda naquele ano a líder do grupo Saem ou Lee Saem desativou todas as redes sociais por uns dias, ficou off de aparições públicas e simplesmente fez melhor que muitos na quarentena se isolando do grupo. Mas esqueceram de avisar que a gata saiu do grupo, e adicionaram outra, chamada Sharon Park. Em janeiro de 2015, a Jooyi também avisou que tava pulando do barco, e a menina que tinha acabado de entrar também anunciou que tava saindo. 2015 pro RaNia foi um eterno jogo de “resta 1”, quem saísse por último que desligasse as luzes e arcasse com os danos morais que foram causados. Agora só tinhamos Kimdee, T-ae e Xia no grupo, as grandes guerreiras. 

A DR MUSIC já não sabia em quem mais eles iriam aplicar o golpe pra arrecadar fundos e decidiram, bom vamos de outra polêmica. Anunciaram comeback do grupo para Novembro com o EP “DEMONSTRATE”, com um lead single do mesmo nome. A música ia ter duas integrantes novas chamadas Hyeme e Seulji, além de ter um featuring de uma rapper afro-americana Alexandra Reid, com possibilidades dela se tornar integrante. É aqui que tudo fica mais interessante. Durante as atividades promocionais de “Demonstrate” a DR MUSIC lembrou que não tinha confirmado a saída da Saem e da Jooyi, aproveitou pra fazer isso e do nada afirmou que a Alexandra seria a nova integrante. Agora o RaNia tinha se tornado o primeiro grupo com uma idol negra NPC (non-playable character) e os tablóides coreanos só queriam falar sobre isso. Segundo a própria em uma entrevista de youtube, ela foi chamada super informalmente, quase tendo problemas no seu visto. Ia ser icônico se eles não tivessem aprendido nada lá do começo do grupo e uma baguncinha gostosa dessas acontecesse de novo. 

A Alex não aparece um segundo sequer aqui.

Diante de vários comentários racistas, e outros muito receptivos, Alexandra Reid era a nova integrante do RaNia, “Demonstrate” tinha pego um top 20 gostosinho, e o RaNia seguia seu legado. Mas o mais trágico era isso: mesmo depois de anunciarem que ela era uma integrante, ela não aparecia nas performances (só bem pro finalzinho), e simplesmente nem deu as caras no clipe. FUN FACT: o clipe de “Demonstrate” foi upado e excluído no mínimo duas vezes do youtube durante as atividades promocionais no canal oficial do RaNia. QUEM AMOU? Essa também marcou a segunda vez que a DR MUSIC usou o nome de uma pessoa negra por notinhas na naver.com.

Clipe de “Start A Fire” onde a Alex não ta em nenhuma cena de dança.

No ano seguinte (2016), tendo usado todas as cartas na manga, a DR MUSIC precisava de alguém para roubar dinheiro na cara dura para patrocinar o comeback do RaNia, e quem melhor que isso do que os fãs insuportáveis que ficam implorando por lançamento não é mesmo? Eles abriram uma vaquinha virtual no MAKESTAR – um site de vaquinhas para projetos -, para que os fãs literalmente pagassem pelo comeback do RaNia. E não é que nem isso eles conseguiram? A própria MAKESTAR derrubou a vaquinha dizendo que o comportamento do criador do projeto (DR Music) era suspeito demais. O projeto foi finalizado e os fãs receberam de volta suas moedas de 10 e 25 centavos. E como se não bastasse, no mesmo ano as três sobreviventes originais anunciaram que iam sair do grupo, e como o laço delas era #forte e #inquebrável, elas assinaram com outra gravadora chamada Enter Hama para criar o grupo Ela8te, mas nem isso deu certo para elas, provando por a+b que um banho de sal grosso e um ebó bem feito ajudaria 100% a carreira de todos ali. Além disso, a ALEX não fazia ideia de que as meninas iam sair, inclusive mandou SMS pras meninas e elas deixaram a menina no “lido” do whatsapp. 

Isso só pode ser algum KARMA na vida dessas meninas, porque não é possível que nada dava certo. 

Do meio pro final de 2016, o grupo ficou performando com trainees da DR MUSIC, e a Alex nossa primeira idol negra foi indicada como a nova líder do grupo pra ver se isso sustentava o grupo por mais um ano. E bem no finalzinho mudaram o nome de RaNia para BLACK PEARL Rania (BP RaNia), e nem vou apontar o quão isso foi problemático pois era literalmente para referenciar a Alex. O grupo agora com as novas adições seria: Alex, Hyeme, Jieun (nova gatinha), Zi.U (ex-Seulji), Yumin, Ttabo e Yina. Vocês sabem quem é Yina? Yina é ninguém mais ninguém menos que nossa querida Saem que ficou off de todas as redes sociais. Parece que a gatinha depois de ter sido reprogramada decidiu que não tinha nada melhor para fazer e resolveu voltar como uma dançarina adicional, visto que pelo nome trocado ninguém dava bola para ela. Elas lançaram “Start A Fire” onde tudo é bastante cringe, a Alex (líder) não aparece nas cenas de dança o que nos faz afirmar ainda mais a teoria de primeira idol negra npc. A música não chegou nem a chartear na coreia, e vocês me perguntam: racismo? Talvez, mas vamos dizer que a Alex causava horrores na Coreia e simplesmente tava off de metade do clipe, isso quer dizer algo né…..Em fevereiro de 2017, o agora BP RANIA voltava com “Make Me Ah”, do mini-álbum de “Start A Fire”, o que marcou A PRIMEIRA VEZ que a Alex participou de um stage delas. 

Performance que consagra Alex como primeira idol negra NPC

O que acontece depois disso é pior ainda. A DR MUSIC mandou a Alex para uma companhia de atores que na visão deles daria maior exposição ao grupo, mas a verdade é que eles usaram a gatinha para mais notinhas no naver.com né. E agora que eles já tinham “conseguido” isso, só estavam tentando se livrar dela pois são péssimos em tudo. Meses depois anunciaram que estavam a procura de outras integrantes para criar o RaNia W, uma ação global para soltar bombas pelo mundo – eles insistiram nisso né? Pqp. Em Junho, a Yina anunciou que ia sair do grupo #oficialmente, dessa vez sem volta né, o que marca a Yina como a idol que saiu mais vezes de um grupo (e ainda dizem que o RaNia não tem recordes). A DR MUSIC anunciou comeback com a música “Beep Beep Beep”, e o seu sétimo EP “Refresh”, colocou a Alex pra fazer um freestyle ali enquanto a gata ainda tava cumprindo atividades contratuais com eles, usaram ela mais uma vez para ganhar popularidade sendo que ela nem tava presente nos outros stages e ela se consagrou mesmo como a primeira idol negra npc com esta performance de partir o coração. Isso foi em 12 de Agosto. Uma semana depois, 19 de Agosto, eles anunciaram que a Alex ia sair do grupo….Obvio que a fodona do rap foi nas suas redes sociais e reclamou do tratamento péssimo que a DR Music deu para ela, inclusive pontuando o fato deles terem usado o nome dela para notinhas em tablóides

Performance de Make Me Ah….

Agora como um grupo de 5 meninas, que sinceramente nem fazem diferença até porque vocês não gravaram o nome delas e quem sou eu pra gravar, elas fizeram um outro comeback com “Breathe Heavy”, uma faixa do mesmo EP que ganhou um clipe pobríssimo onde todas pareciam estar ali 100% obrigadas. Elas estavam agendadas para fazer um comeback em 2018 com uma compilação dos hits do bubbling under da carreira interminável delas, mas sinceramente nada disso aconteceu. Por mim podiam já enterrar esse grupo, visto que todas foram saindo e a única que restou foi a Hyeme que ainda tá lá e ninguém aguenta mais (tem uma Namfon também mas é como se todo comeback fosse uma nova menina porque ninguém conhece ela). No meio desse fuzuê em 2018, rolava boato de que a DR MUSIC já tinha falido e esqueceram de avisar. Mas eles foram persistentes e queriam forçar ainda mais o RaNia, jogando as meninas pra performar em Romania e no Brasil!!! Isso mesmo, as meninas vieram para São Paulo performar seu catálogo de grandes hits mundiais. 

Ainda na performance em Romania, revelaram outras três membros, e confirmando a saída de Zi.U (aquela que entrou em 2015 também) e todas as outras que não eram a Hyeme. As três novas seriam Seunghyun, Larissa (sim brasileira), e uma ex-Stellar Youngheun que nem chegou a durar no Stellar, tendo debutado no último single lançado pelo grupo, basicamente a Youngji dos grupos nugus. Já nesse ano de pura pandemia e vírus exterminador da sociedade, o grupo anunciou que a Namfon ia sair da line-up, e ninguém deu a mínima, mas isso marcou exatamente 14 ex-membros de um mesmo grupo. Quem amou?

O RaNia teve seus momentos de glória no passado, nunca conseguiram um hit e suas vendas são marcadas como “secretas” por um motivo desconhecido – um tipo de “guarda na fanbase” oficial  né -, mas foi uma bagunça do começo ao final com casos de racismo desde o começo até o seu fim, visto que usaram o nome de duas pessoas negras por pura publicidade e agora pretendem fazer o mesmo com o rebrand do grupo. O RaNia agora vai se chamar B.S. (Black Swan), e a Hyeme que está ali obviamente por motivações contratuais – coitada deve estar tão arrependida -, anunciou que a line-up agora segue sendo com ela, Larissa (a idol brasileirinha), Judy e uma gatinha chamada Fatou (old), o que quebra o recorde do RaNia de quantas integrantes negras um grupo coreano teve na sua line-up, visto que Fatou é a segunda. 

Nova line-up das gatinhas com a lenda FATOU.

O RaNiA, BP RANIA ou B.S. é um grupo de falhas e tristezas, nada que aconteceu para elas deu certo, e o encosto da DR MUSIC continuou atazanando as meninas visto que quando saíram do grupo para formar outro, nada deu certo também. Por mim esse grupo podia ser enterrado como todas as tragédias que aconteceram nos anos passados e ninguém mais lembra, mas eles continuam tentando e não percebendo que o RaNia não vai acontecer. Aliás, já não aconteceu. Mas eu acho que eles também querem um novo recorde pro B.S. né: o primeiro grupo natimorto do k-pop. 

Por hoje é “SÓ”. Espero que tenham gostado de mais uma fuçada no baú de um desses grupos que morreram tragicamente mas que continuam vivos, dessa vez um grupo cheio de recordes que ainda está “vivo” respirando por aparelhos. Quer saber qual é o nosso próximo assunto? Vai no nosso twitter @jesusworechanel e vota lá, deixe sua voz ser ouvida!!! (Também nos siga no instagram @jesususavach4nel)

3 Comments

  1. Conheci esse blog através do Pop Asiático. E foi uma das melhores descobertas desse mês!
    Gostei muito dessa mestria sobre o Rania. Esse grupo tem músicas incríveis, mas que por má administração deve ter comido o pão que o Seungri amassou.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s