TRACK REVIEW: Beyoncé – Spirit

Interpretando a leoa Nala na nova versão do clássico da Disney, “O Rei Leão”, Beyoncé obviamente não poderia ficar de fora de transportar a vivência do cinema para uma de suas faixas. “Spirit”, música original da trilha-sonora curada por ela e Donald Glover, é um single que dialoga abertamente com a história do filme, sendo uma faixa uplifiting, onde Beyoncé faz uma viagem através do r&b, hip-hop e até mesmo um pouco do gospel. O single que vai servir para promover o novo filme, que já chega aos cinemas esse mês, ultrapassa as barreiras da narrativa e das maneiras de contar uma, ela consegue fazer cinema apenas com sua voz, contando com vozes distorcidas ao lado de um coral que nos manda uma mensagem de esperança da chegada de um novo líder.

Para quem nunca viu “O Rei Leão”, a história do filme segue um leão em busca da sua própria jornada após a morte do pai, um leão que precisa se reerguer de tudo isso e ser um verdadeiro líder da sua região, ajudando a todos em seus problemas. “Spirit” é bastante atmosférica, a música preserva esses aspectos da história do filme, tentando contar um pouco da chegada desse líder através da sua composição feita também por Beyoncé. Ela transporta sua voz potente entre os acordes de piano, e as batidas de uma bateria forte e potente, quase emociona quem está ouvindo a música que automaticamente é transportado para dentro dessa narrativa do filme. Para um “original song” da trilha-sonora do próprio filme, começamos muito bem em mostrar o quão dispostos estão esses artistas de realmente fazer um tipo de transmídia, onde o conteúdo das telonas passa a ser o conteúdo das músicas de pouca duração – o que não é esse caso específico já que temos quase 5 minutos de faixa.

O r&b quase-gospel presente em “Spirit” é também um dos elementos que torna a faixa ainda mais atmosférica. De repente estamos nas próprias cenas da animação de 1994, onde vemos o novo líder dos animais “ser coroado”. ILYA, Labirinth e Beyoncé produzem não só uma faixa, muito menos uma produção sonora que tem impacto só dentro dessa indústria. A experiência vai além dos ouvidos, ela pega um ouvinte na mão e nos transporta diretamente para esse lugar específico, onde Beyoncé como sua personagem, canta como ninguém, comemorando o fato da chegada do “novo líder”, e é essa mensagem de esperança e alegria que ela quer passar.

Dialogando muito bem com o filme Beyoncé e sua música “Spirit” são a combinação perfeita para um novo momento de trilhas-sonoras. Basta pensarmos que antigamente as músicas tinham que falar sim de certos personagens, e elas conseguiam, mas eram poucas as que conseguiam de fato nos transportar para a narrativa desses filmes. “Spirit” faz isso com maestria, deixando claro que sua vontade é transportar o ouvinte não só para o cenário marcante de “O Rei Leão”, mas também sentir o pôr do sol de uma nova era, com um novo líder e o coração esperançoso de quem espera por mais.