TRACK REVIEW: EXID – ME&YOU

O grupo hitmaker da Coreia do Sul voltou para o seu possível último comeback, dessa vez mais destoantes da estética pré-estabelecidas por elas mesmas e explorando um som um tanto diferente.”ME&YOU” tem um pouco de tudo, bebe da fonte de batidas tropicais, com acordes de um violão um tanto tímido e uma heavy bass no seu refrão com as meninas repetindo o nome da música. Mesmo que seja um pouco diferente dos lançamentos recentes das garotas, até então se aproveitando bastante de synths oitentistas e referências diretas dos anos 90, o EXID não lançou algo ruim, provando que elas também conseguem lançar músicas “modernas” como os grupos da terceira geração.

Por muito tempo o grupo em questão passou por uma fábrica de reciclagem da mesma fórmula de seu primeiro smash hit “Up&Down”, mas desde a escassez de formas diferentes para reformular toda a estrutura dessa música, o grupo e a equipe por trás dele vem usufruindo de uma série de referências diferentes, e lançamentos que são ricos tanto sonora quanto visualmente. “ME&YOU” é uma dessas músicas da leva de “nova era” do EXID. Especificamente falando de um término trágico, as meninas se mostram extremamente “cansadas” de tantas reclamações que foram jogadas em cima delas, assumindo uma personalidade um tanto feroz que combina com o refrão da música.

Deixando claro que o “nós” não existe mais na relação, o EXID diz isso em um refrão que serve também como break, pela heavy bass que ressoa por ele todo enquanto os dizeres “ME&YOU” são repetidos. Pode parecer uma escolha boba, mas essa característica deixa muito bem pontuado o quão interessadas em entregar uma música catchy elas estão, pois por mais que elas tenham se afastado da sua “fórmula pronta”, o grupo ainda é conhecido pelas suas hooks extremamente grudentas, e suas coreografias simples porém memoráveis. E nada melhor do que um refrão que fique na cabeça para acompanhar essa última.

As batidas tropicais, e a puxada para instrumentos latinos, reforçam o “empoderamento” dos versos e do rap de LE – a rapper do grupo que sempre entrega seus versos com a ginga necessária. Assim como essas também constroem muito bem a música entre “atos” até que possamos chegar ao heavy bass descontrolado que pode parecer estranho em uma primeira ouvida. E confesso que talvez não tenha sido a melhor escolha para finalizar a música, já que o mesmo break se encontra no final, porém serviu seu propósito de entregar um hit de k-pop onde estruturalmente pudessem encaixar um momento apenas de dança ao ouvinte, e na realidade uma ferramenta musical para realmente ocupar os espaços das boates noturnas do país.

Esse comeback do EXID também marca uma progressão evolutiva no processo criativo das meninas. O amadurecimento, tanto temático quanto sonoro – já que elas estão sempre se arriscando -, é notável em cada verso delas. Aqui, já conseguimos ver bem o papel de cada uma na estrutura da música. Cada uma consegue exercer seu papel com seu tom de voz, dar uma pitada de diversidade em toda a faixa e ainda se destacar com frases marcantes, até porque Hani – a menina que ficou famosa por sua coreografia – tem um tom bastante diferente do conhecido no k-pop e isso só favorece a construção da faixa, afinal, ele foi evoluindo com o tempo.

Com vozes poderosas tomando boa parte da música, o EXID faz o seu possível último comeback – já que algumas das meninas não assinaram a renovação de seus contratos – e fecha a jornada do grupo com chave de ouro. “ME&YOU” é uma evolução da discografia do grupo, o mesmo que lançou outros hits e ficou preso em uma fórmula pronta, mas que felizmente conseguiu sair desse limbo sonoro. Esperamos que consigamos de fato ver as meninas progredindo ainda mais com a continuação de seus contratos, mas se caso não acontecer, saberemos que até aqui o grupo fez um ótimo trabalho.