TRACK REVIEW: TWICE – FANCY


É inegável o poder de discussão que TWICEtraz desde o início de sua carreira. A aposta em cima do grupo vem desde que a line-up foi apresentada no último episódio do reality show de survival Sixteen, onde 16 trainees da JYP disputavam por uma vaga no que viria hoje a se tornar o TWICE.

Moldadas inicialmente com um conceito que foi denominado de color pop pelo próprio JYP, sendo descrito como algo vibrante, alegre e extremamente catchy, o TWICE foi deixando a sua marca no meio do k-pop. As meninas se tornaram a grande sensação da Coreia, principalmente após o lançamento de smash hits como CHEER UP e TT, que as colocaram num patamar altíssimo em tão pouco tempo. Todos os seus lançamentos obtiveram o sucesso esperado e os números não param de crescer a cada comeback, provando que toda essa mania não é algo temporário, como era dito no comecinho da carreira do grupo.

Reclamações eram constantes sobre o som e o estilo do grupo e mesmo assim o TWICE continuou a lançar músicas no mesmo estilo color pop por um bom tempo, não precisando provar nada para ninguém, já que a fórmula não só fazia sucesso como também trazia ótimos resultados, já que diversos produtores (estrangeiros ou coreanos) trouxeram a sua própria visão do color pop de TWICE, como o próprio JYP, que hesitou de produzir para o grupo de início mas trouxe dois dos maiores hits da discografia das meninas, Signal e What is Love?

Mesmo assim, as meninas estavam (e estão) a crescer e a amadurecer. O envolvimento delas com o grupo começou a mudar, com a maioria das meninas começando a participar da produção das músicas, compondo ou escrevendo as letras, e isso se tornou cada vez mais frequente com os anos passando. Mudanças sempre foram bem vindas e o ano de 2018 foi um ano completamente diferente e experimental para o grupo. Por mais que What is Love? viesse com a fórmula prontinha de um hit do grupo, tivemos dois dos singles mais distintos de sua discografia: Dance the Night Away, que insere um pouco do lado tropical que estava em alta na época no contexto do grupo; e Yes or Yes, que traz mudanças na fórmula de hit do grupo. Além disso, era possível perceber como a estética do grupo como um todo estava começando a mudar. As coreografias começaram a ficar mais complicadas (algo que também era alvo de reclamação desde o começo da carreira das meninas) e era possível ver que o grupo estava planejando uma mudança de tom pouco a pouco.

FANCY marca essa mudança de forma extremamente natural e convincente. Produzida novamente por quem deu os primeiros hits do grupo, o duo Black Eyed Pilseung, a música altera de maneira sagaz a fórmula de titles do TWICE, misturando a marca de color pop do grupo com um pouco do EDM que pudemos conferir em produções passadas do duo, como I’m So Sick e %% do APINK, grupo que também amadureceu nas mãos dos mesmos produtores. Na essência, FANCY é uma música extremamente TWICE e dificilmente outro grupo poderia emulá-la de forma tão perfeita. Temos o rap duplo de Chaeyoung e Dahyun, temos a high note de Jihyo, temos o verso repetido da Sana no pre-refrão, temos um refrão extremamente catchy e com a dobradinha Nayeon e Jihyo e também um pós-refrão tão catchy quanto, emulando um pouco do pós-refrão de TT. É por conta de trazer essa assinatura do som das meninas que faz com que essa tentativa de fazer com que as meninas apareçam com uma imagem mais amadurecida seja muito bem-sucedida.

Não apenas isso, já que o visual das meninas está apropriado com a música, trazendo uma vibe muito mais “sexy” e “girlcrush” do que era visto anteriormente. O clipe da música é um dos mais bonitos do TWICE e por mais que não traga muito mais além de diversas cenas delas sendo gostosonas e poderosas, é literalmente tudo o que uma música como FANCY precisava. Cenas como Nayeon em cima de um diamante ou as meninas todas vestidas de preto dançando em um cenário roxo são a essência que representam bem esse amadurecimento de imagem do TWICE.

A JYPE com certeza sabe o que está fazendo com o grupo. Foi algo extremamente planejado, nos detalhes mais minuciosos possíveis, para que a música seja agradável tanto para quem já era ONCE e gostava do som das meninas, para quem gosta de k-pop e simpatiza com girlgroups e para quem queria gostar das meninas. 2019 promete ser um ótimo ano para o grupo e estaremos na expectativa para que as coisas sejam ainda melhores e maiores.