5 vezes em que Sabrina Spellman foi maior e melhor que Jesus Cristo

*O post a seguir tem spoilers de “O Mundo Sombrio de Sabrina, e possivelmente da novela da Record, “Jesus”*

Depois do estrondoso sucesso do remake de “O Mundo Sombrio de Sabrina”, adorar à Satanás está na moda. Isso mesmo queridos crentelhos do bispo Edir Macedo ou eleitores da nossa frente conservadora brasileira, Sabrina (estrelada por Kiernan Shipka) trouxe de volta toda a crocância do lado sombrio fictício das camadas mais profundas do danizudo para as telas do Netflix ao redor de todo o mundo. Para alguns, o remake não foi muito bom já que muda completamente a “esque” da série original “Sabrina, A Aprendiz de Feiticeira” – a icônica personagem dos 90 -, mas para muitos a série excedeu as expectativas mostrando a bruxinha em sua melhor forma. E por essas e outras, iremos classificar quantas vezes nossa querida Sabrina Spellman superou o seu Jesus Cristo.

Claro que Jesus Cristo tem milhões de seguidores, uns piores que os outros, e é óbvio que sabemos que ele inspirou o nome de nosso site. Mas nada disso muda o fato de que por vários episódios Sabrina Spellman superou os poderes do queridinho de Deus, enquanto ela estava na sua caminhada para se tornar uma grande bruxona mão-direita de Satã.

5. Quando a Sabrina foi lá no afterlife recuperar a vida do cunhado e encontrou a mãe

No capítulo nove da primeira temporada, Sabrina descobre que alma do irmão morto de seu namorado está preso em uma espécie de limbo, fazendo parte da mitologia da série. Nesse momento, nossa heroína bruxinha faz de tudo para tentar reviver o cunhado que foi assassinado tragicamente por uma brincadeira maliciosa de outras bruxas da série. Mas ao se encontrar nesse “limbo”, Sabrina descobre que sua mãe também está perdida lá e acaba conversando sobre as suas dificuldades com ela. Resultado: Sabrina Spellman se assume bruxa para seu namorado quando se depara com o fato de que vai ter que matar o cunhado por conta de uma aberração chamada “devorador de almas” que iria devorá-lo aos poucos.

4. Quando a Sabrina salvou sua cidade natal inteira

Na reta final da primeira parte da mais recente temporada de “O Mundo Sombrio de Sabrina”, nos deparamos com Madame Satã sacrificando um estudante de Greendale High para liberar a maldição das treze bruxas na cidade de nossa bruxinha. Em prol de salvar os mortais, algo que não foi deliberado à ela, Sabrina, e suas tias Zelda e Hilda, conjuram um tornado obrigando que todos os cidadãos da cidade fiquem dentro do colégio, onde todas elas, com ajuda de Ambrose conseguem selar o local para que essas bruxas não entrem. Mas óbvio que a Jesus nunca teria feito isso pelos seus fiéis, já que ele deixa várias guerras acontecerem por aí afora….

3. Quando a Sabrina recebeu um remake muito melhor que a novela da Record

Indiscutivelmente “O Mundo Sombrio de Sabrina” é um incrível remake da Netflix que não deixou a desejar em momento algum. O desenvolvimento de nossa personagem principal é profundo, bem trabalhado e nos faz realmente torcer por ela. Claro que Sabrina Spellman pode não ser sua personagem preferida, e você também pode gostar mais de “Sabrina, A Aprendiz de Feiticeira” – sua versão original -, mas o twist dado à série pelos seus produtores foi muito mais interessante que a novela “Jesus” da Record, sendo essa nada mais nada menos que uma versão televisionada com capítulos cansativos e extremamente longos. Boa tentativa Jesus ;*

2. Quando ela teve não só um, mas DOIS pares românticos

Sabrina simplesmente esmurrou Jesus Cristo que teve apenas Maria Madalena como seu par romântico, provando que ele é um fracassado em sua vida amorosa. Sabrina Spellman já na primeira parte da primeira temporada teve DOIS pares românticos. Nos remetendo aos velhos tempos da saga “Crepúsculo” que originou os triângulos amorosos como a gente conhece, “O Mundo Sombrio de Sabrina” deu à nossa gatinha das trevas dois homens que poderiam ser potencialmente o seu par romântico. Escolham seus lados meninas…

1. Quando ela performou vários milagres em apenas dois episódios

Durante o capítulo “Missionários”, Sabrina Spellman tem que lidar com uma caça às bruxas performada por anjos celestiais que querem convertê-las e depois matá-las para sempre. Eles invadem a escola da nossa personagem principal e sequestram várias bruxinhas, além de quase matar o primo Ambrose. Sabrina logo se vê na obrigação de salvar todas elas, já que o lugar do sequestro tinha sido “blindado” e apenas não-bruxas poderiam entrar, como Spellman é uma “half-breed” ela era a única salvação. Nossa heroína morre, volta à vida logo depois extremamente possuída pelos seus próprios poderes e derrota todos eles. Além de ter usado a coroa de espinhos, um look trademarked pelo próprio JC, Sabrina também executa vários milagres ao seu redor, entre seus amigos. Jesus Cristo teve que trabalhar muito seus poderes para conseguir tais feitos, enquanto Spellman simplesmente curou a cegueira de uma de suas amigas com apenas dois dias superpoderosa.

E por essas e outras que todos deveriam ver “O Mundo Sombrio de Sabrina”, afinal de contas além de superar Jesus Cristo em vários aspectos, ela também consegue usar uns looks extremamente bonitinhos que vão fazer você querer ir na Forever 21 mais próxima da sua casa. Além de claro, estar disponível no Netflix e ter um enredo maravilhoso, cheio de decisões ousadas que deixam nossa heroína em um labirinto sem saída – as vezes literalmente.