GRAMMYs 2019: quem Deve e quem Vai ganhar!

Mais um ano chega ao fim e com ele o balanço da indústria musical – ou não – resumida em uma premiação: o Grammy Awards. Mesmo com todas as polêmicas sobre machismo e problemas diversos nessa premiação feita por velhos caquéticos, não é surpresa para ninguém que vários artistas dos mais flopados aos mais hitmakers – e por consequência seus fãs – sonham com um gramofone na estante. Alinhando-se cada vez mais aos charts, o Grammy hoje em dia representa a confirmação de que o artista faz parte do mainstream musical norte-americano, um panteão seleto de queridinhos das rádios, dos streamings ou da crítica, sendo quase uma concretização de uma carreira nos âmbitos que ainda são extremamente importantes para a indústria musical.

Entre os indicados para a edição de 2019 temos o monstro do streaming Drake e a best selling de álbuns físicos, Lady Gaga – que pinta aqui com sua música “Shallow” da trilha sonora de “Nasce Uma Estrela”, além de surpresas como Janelle Monáe e nomes um tanto duvidosos como Cardi B. Com esse grupo diverso de pessoas que a academia costuma admirar ou ama odiar, o JESUSWORECHANEL não podia ficar de fora de dar pitacos e previsões sobre quem vai ganhar e quem deveria ganhar nas principais categorias da premiação. Sim, vamos às nossas almadiçoadíssimas predictions!

Melhor clipe
Apeshit – The Carters
This Is America – Childish Gambino
I’m Not Racist – Joyner Lucas
PYNK – Janelle Monáe
MUMBO JUMBO – Tierra Whack

VAI VENCER: Apeshit

O lançamento surpresa que não deu certo do casal mais mafioso da indústria sem dúvidas leva um prêmio nessa categoria: e é exatamente pelo fato de não ter dado certo. A música “Apeshit” não deu os melhores resultados nas grandes paradas musicais, porém seu clipe deu o que falar pelo fato do casal ter fechado o museu do louvre e esbanjar a sua riqueza trilhardária, além de fazer uma reflexão sobre a história da arte e sua exclusão das contribuições de artistas negros.

DEVERIA VENCER: This Is America

O clipe que fez o Estados Unidos tremer com sua crítica social e sua grande produção talvez tenha grande chance de levar essa para casa, mas fica atrás de Beyoncé e Jay-z pelo simples fato desses dois últimos serem bastante queridos e influentes lá dentro, somando 40 gramofones juntos – talvez até mesmo pelo fato dos dois não terem recebido nenhuma grande indicação esse ano. Porém, nem tudo está perdido, “This Is America” em uma américa dominada por Trump pode ser um grande vencedor para que o Grammy consiga mandar sua mensagem liberal democrata.

BIG BOICOTE ENERGY: Pynk (feat. Grimes)

Vamos ser sinceros, como que a Janelle Monáe só concorre com uma parte do Dirty Computer se o “Emotion Film” do álbum, que é um clipe média metragem em si, merecia concorrer nessa categoria ou ao menos na categoria de Melhor Filme Musical? Pff.

Melhor artista revelação
Chloe x Halle
Luke Combs
Greta Van Fleet
H.E.R
Dua Lipa
Margo Price
Bebe Rexha
Jorja Smith

VAI VENCER: Dua Lipa

Provavelmente um dos maiores atos do Reino Unido a ser transportado para os EUA com um smash hit em tempos recentes, Dua Lipa quem sabe levará esse para casa mesmo que sua carreira já tenha mais de 2 anos e a gente já conheça a cara da fia há muito tempo, e de “new” ela não tenha nada né – o Grammy nunca acerta nas regras doidas dessa categoria. Mas nem tudo é certo visto que a academia tem uma tradição de esnobar britânicos e também a força crescente da H.E.R. apesar de seu relativo status de artista desconhecida.

DEVERIA VENCER: Jorja Smith

A fada do r&b deveria levar esse para casa, pelo simples fato de participar do featuring em “Tyrant” de Kali Uchis – também novata que não apareceu aqui – e o álbum de debut precioso que a gata lançou esse ano.

Melhor performance solo pop
Colors – Beck
Havana (Live) – Camila Cabello
God Is a Woman – Ariana Grande
Joanne (Where Do You Think You’re Goin?) – Lady Gaga
Better Now – Post Malone

VAI VENCER: Havana (Live)

O smash hit da ex-Fifth Goremony chocou ao não ser indicado nas categorias principais, porém pintou aqui na categoria de performance pop solo com sua versão ao vivo. “Havana” vai vencer exatamente por ter sido um grande hit entre as indicadas, tendo morado na segunda posição do hot 100 por mais de um mês, conseguindo sua primeira colocação logo depois.

DEVERIA VENCER: God Is a Woman

Para coroar o ano de 2018 de Ariana Grande com chave de ouro, apenas a confirmação de que a indústria presta atenção na cantora. Levar um Grammy por essa música que foi quase um evento na carreira da gata esse ano é a concretização de que todo seu sacrifício foi satisfatório e válido, sem contar que a música é uma das melhores do “sweetener”.

Melhor performance dupla/grupo pop
Fall in Line – Christina Aguilera feat. Demi Lovato
Don’t Go Breaking My Heart – Backstreet Boys
‘S Wonderful – Tony Bennett & Diana Krall
Shallow – Lady Gaga e Bradley Cooper
Girls Like You – Maroon 5 feat. Cardi B
Say Something – Justin Timberlake e Chris Stapleton
The Middle – Zedd, Maren Morris e Grey

VAI GANHAR: Shallow ou Girls Like You

Ambas as músicas tiveram seus méritos em 2018. Talvez “Girls Like You” tenha mais chances por ter garantido o terceiro #1 de Cardi B e ter morado por semaaaanas no topo da Billboard, porém o impacto de “Shallow” tem sido muito maior ao longo de seu lançamento – sem contar que a música ainda não morreu e só tende a crescer na época da premiação por causa do hype cinematográfico da Lady Gaga no começo do ano com o Oscar, o que pode significar uma vantagem na corrida pelo prêmio.

DEVERIA GANHAR: Shallow ou Fall In Line

“Shallow” deveria ganhar pelos méritos citados acima, é isso. Já Fall In Line deveria ganhar pelo fato da música ter trazido de volta uma Christina Aguileira mais moderna e interessante, promovido um dueto vocal poderoso e também a abordagem de uma temática social capiciosa, sem contar que a Christina é uma queridíssima da academia, tendo Grammy até pelo backing vocal que fez em “Say Something” do A Great Big Wodld.

Melhor álbum vocal pop
Camila – Camila Cabello
Meaning Of Life – Kelly Clarkson
sweetener – Ariana Grande
Shawn Mendes – Shawn Mendes
Beautiful Trauma – P!nk
Reputation – Taylor Swift

VAI VENCER: Reputation ou sweetener

Taylor Swift e Ariana Grande sem dúvidas foram grandes nomes da indústria musical esse ano. Mesmo que uma tenha dominado mais a parte de turnês e a outra tenha quebrado seus recordes passado, ambas tiveram bons números e impactos diferentes. Porém, em um apanhado geral, podemos dizer que “sweetener” possui mais chances exatamente pela dona da obra estar construindo sua reputação entre a academia e ter uma aclamação universal sobre os seus vocais, já a outra vem se manchado bastante entre os membros – prova disso é ela não ter sido indicada por um álbum que mais vendeu na época em que foi lançado – além do seu material no “Reputation” ser bem aquém.

DEVERIA VENCER: sweetener

Não há dúvidas que o álbum é um dos melhores a ser lançado no ano de 2018, e mais uma vez, a vitória de Pop Album iria coroar o ano da gata muito bem, assim como o recente prêmio de “Mulher do Ano” da Billboard.

Best Alternative Music Album
Arctic Monkeys – Tranquility Base Hotel & Casino
Beck – Colors
Björk – utopia
David Byrne – American Utopia
St. Vincent – MASSEDUCTION

VAI GANHAR: Tranquility Base Hotel & Casino

Feliz 2013….

DEVERIA GANHAR: utopia ou Masseduction

É…mais uma vez sendo injustiçadas pela academia, as rainhas do alternativo não vão levar, mas vão ser celebradas. Na real a Bjork merece muito mais o prêmio pelo simples fato de até hoje não possuir NENHUM Grammy, e quem sabe em uma situação super inesperada ela leve o gramofone mais pelo seu legado do que pelo álbum em si, o que vez ou outra já rolou na premiação.

BIG BOICOTE ENERGY: Mitski – Be the Cowboy

Simplesmente só indicaram o Be the Cowboy em “Best Record Packaging”, prêmio que, mesmo se o álbum ganhar, nem vai pra Mitski de verdade.

Gravação do ano
I Like It – Cardi B, Bad Bunny & J Balvin
The Joke – Brandi Carlile
This is America – Childish Gambino
God’s Plan – Drake
Shallow – Lady & Bradley Cooper
All the Stars – Kendrick Lamar & SZA
Rockstar – Post Malone Feat. 21 Savage
The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey

VAI GANHAR: Rockstar ou This is America

Infelizmente a academia ama um queijinho e vai dar ao Post Malone um Grammy para que ele possa se banhar pelo menos uma vez em sua vida….já “This Is America” é uma ótima maneira de mandar a mensagem de cunho político que a academia quer, mesmo que isso comprometa o conservadorismo da categoria em não premiar muito músicas r&b. #justiceforkendricklamar

DEVERIA GANHAR: Shallow ou This Is America

É galera, o impacto de “Shallow” continua sendo feito mesmo meses após seu lançamento: isso mesmo, a música pode levar não só pelo seus números mas também por estar sendo “aclamada” por outras academias como a do Golden Globes e em breve a academia do Oscar. Ainda que não leve, “This Is America” é uma música de destaque, uma crítica social que fez os conservadores tremerem demais, e só por isso deveria levar.

Música do ano
All the Stars – Kendrick Lamar & SZA (Compositores: Kendrick Duckworth, Solána Rowe, Al Shuckburgh, Mark Spears & Anthony Tiffith)
Boo’d Up – Ella Mai (Compositores: Larrance Dopson, Joelle James, Ella Mai & Dijon McFarlane)
God’s Plan – Drake (Compositores: Aubrey Graham, Daveon Jackson, Brock Korsan, Ron LaTour, Matthew Samuels & Noah Shebib)
In My Blood – Shawn Mendes (Compositores: Teddy Geiger, Scott Harris, Shawn Mendes & Geoffrey Warburton)
The Joke – Brandi Carlile (Compositores: Brandi Carlile, Dave Cobb, Phil Hanseroth & Tim Hanseroth)
The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey (Compositores: Sarah Aarons, Jordan K. Johnson, Stefan Johnson, Marcus Lomax, Kyle Trewartha, Michael Trewartha & Anton Zaslavski)
Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper (Compositores: Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando & Andrew Wyatt)
This is America – Childish Gambino (Compositores: Donald Glover & Ludwig Goransson)

VAI VENCER: Shallow ou God’s Plan

A Lady Gaga voltou com tudo, essa é a música com mais indicações em categorias principais na carreira da gata, nada mais justo que coroar seu ano com uma vitória. Sem contar que “Shallow” é realmente uma música que massageia os ouvidos dos membros conservadores da academia, pois é um country que mistura com aquele folk bem leve e tem uma bridge marcante, além de ser quase um bait nessa categoria que premia especificamente compositores. Já Drake é um queridinho do clube, sempre leva alguma coisa para casa, esse ano em especial teve recordes atrás de recordes, um hit viral que pode significar muito bem a vitória do rapper previsível.

DEVERIA VENCER: Shallow

Ao redor de várias músicas que não são tão fortes quanto ela, é claro que Lady Gaga deveria levar esse para casa.

Álbum do ano
Invasion of Privacy – Cardi B
By the Way, I Forgive You – Brandi Carlie
Scorpion – Drake
H.E.R – H.E.R
Beerbongs and Bentleys – Post Malone
Dirty Computer – Janelle Monae
Golden Hour – Kacey Musgraves
Black Panther: The Album – Kendrick Lamar e vários artistas

VAI VENCER: Scorpion ou Invasion of Privacy

É….infelizmente o mal pode vencer nessa categoria, até porque nela o que é levado em conta é o ano do artista, os hits do álbum e o álbum por si só. A academia deixou de parabenizar qualidade há muitos anos (especialmente quando a Adele venceu com o “25”, cof cof), “Scorpion” teve hits virais, já “Invasion of Privacy” teve o maior número de indicações na premiação, ambos não são trabalhos realmente muito bons, mas sem dúvidas tiveram grande destaque no mainstream.

DEVERIA VENCER: Dirty Computer ou Golden Hour

Com um panorama meio Lorde no ano passado a Janelle não deve levar pelo seu incrível álbum “Dirty Computer”. A gata fez todo um trabalho visual e conceitual para ser esnobada por uma academia extremamente branca e preconceituosa – sim o fato dela ter se assumido pansexual pode atrapalhar sua campanha. Assim como Kacey merece levar pelo “Golden Hour” por ter sido um álbum que deixou os conservadores todos mexidos e ter renovado a country music esse ano.

A cerimônia do Grammy acontecerá dia 10 de Fevereiro, onde veremos nossas favs sendo injustiçadas e saindo de mãos vazias. Será que o mal vai vencer nessa noite? Será que acertaremos algo? Isso tudo só pode ser respondido na data, mas ficaremos na torcida por nossas grandes heroínas. Resta saber se o JESUSWORECHANEL vai cobrir essa marmota porque no ano passado quase morrermos de tédio durante a premiação. Até 2019 garotas!