Produce48 S01E02: Nekko nekko nekko nekko

Na semana passada, apresentamos uma recap sobre o primeiro episódio de Produce48, a imersão oficial dos grupos 48 na Coreia, que contou com audições boas, medianas e ruins e muitas lágrimas derramadas. Nessa semana as coisas não foram muito diferentes, então põe pra tocar Nekkoya versão piano e se segura porque a carga dramática desse episódio está intensa.

O episódio começa com Lee Seunggi, o representante nacional (o nome chique eles dão para apresentador do programa) dessa temporada, assistindo os drops das audições e decorando o nome das meninas um por um. Ele comenta rapidamente sobre a questão de diferenças culturais entre as meninas japonesas e as meninas coreanas e demonstra preocupação quanto às japonesas se encaixarem. Nisso, o segmento termina com o Seunggi assistindo a audição de Jurina e um dos PDs, na hora que vão dar a nota dela, pedindo para pararem o vídeo. Alguém atrás da câmera pergunta: E aí, que nota cê daria pra essa gatinha?. Seunggi diz que daria certa nota, mas não sabemos qual pois a Mnet fez questão de bipar e esconder o que ele falou. Ele continua assistindo e fica lowkey surpreso com a nota que ela recebe. Isso tudo foi só para poder dar mais suspense para as performances de Sakura e Jurina, que estão por vir. O segmento, inclusive, termina assim:

HAHAHA SÉRIO o desespero pra milkar Sakura x Jurina tá fortíssimo. Mas daí entramos de novo no bloco de audições e vamos agora ver dois grupos de meninas novinhas, um da Coreia, que são as meninas do CNC, e um do Japão, que são 3 meninas do AKB48. Uma dessas meninas do AKB, Chiba Erii, recebe um destaque enorme aqui por ter uma personalidade bastante excêntrica. Primeiro por sempre retratar a si mesma na 3ª pessoa e também pelo seu talento especial

É sério. Erii é simplesmente a maior rapper dessa temporada, jogando um rap do Japão em 13 segundos e encantando a todos. Ela fez isso também no vídeo de introdução dela, para caso alguém esteja interessado de conferir esse talento bem de perto. Mas daí chega a hora das performances e infelizmente Erii desaponta. O grupo das meninas fofas e novinhas do AKB48 não convence e Erii e Asai Nanami vão parar na classe F, deixando Sato Minami na classe D.

Já as meninas da CNC fazem uma performance completamente fora do esperado, cantando Team da Iggy Azalea, chocando por alguém realmente ter ouvido essa música e ainda mais lá na Coreia. Todas as meninas, que treinaram por 1 ano ao máximo, demonstram serem muito boas na dança e acabam surpreendendo todos os jurados. Isso não é o suficiente para levar elas para o A, de qualquer forma, e todas vão para a classe B, com apenas Lee Yoojung indo para o C.

Continuando com as audições de meninas novinhas e fofas, Lee Haeun, da mesma empresa da Chungha, é a próxima e as expectativas estão altas. Chungha foi uma das maiores surpresas da temporada passada e conseguiu debutar no I.O.I inteiramente por causa de suas habilidades em dança e canto, que conseguiram fazer com que ela ficasse em 4º lugar, mesmo não vindo de uma agência famosa. Então Haeun, apresentando uma música que eu honestamente nunca ouvi falar, convence a todos os jurados que realmente é da empresa da Chungha por apresentar uma coreografia impecável e limpa, mas sua voz quase não é ouvida. Os jurados dão outra chance para ela poder mostrar o que sabe fazer e ela canta e arrasa e garante o seu lugar no A.

E então vem o primeiro grande momento do episódio: a audição de Matsui Jurina. O VT que apresenta Jurina faz questão de exaltar ela o tempo todo, falando que ela é uma das membros mais famosas e talentosas, que debutou tem 10 anos, que ainda está se desafiando, cheio de depoimentos das outras meninas falando que Jurina está em outro nível e tudo o mais. Não satisfeitos, a edição da Mnet ainda colocou clipes da Jurina ganhando o SSK desse ano, sentando no trono e tendo um orgasmo de felicidade por finalmente ter conseguido ficar em #1, depois que basicamente todo mundo que era mais popular saiu do grupo/decidiu não se candidatar mas não tiremos os méritos de Jureminha né.

Apresentando Dear J da icônica Itano Tomomi, mais conhecida como Tomochin, Jurina prova que é uma ótima performer com muita presença de palco, além de ser carismática o suficiente para carregar uma música como essas, mas acaba se saindo abaixo do esperado. Por mais confiante que Jurina se mostrasse durante a performance toda, ela foi para a classe B, o que me leva a acreditar que os vocais fracos e cheios de base foram principal motivo para isso, além dos jurados justificarem que ela tem uma aura que não é exatamente aquilo que eles estão procurando. Não foi uma audição ruim, mas não foi certamente o melhor momento de Jurina num palco.

Há um pequeno intervalo e então a produção coloca para tocar Nayana, a PICK ME da temporada passada. Na S2, nesse momento de intervalo, Hyungseob, trainee da Yuehua, foi para o meio do palco dançar PICK ME da temporada de garotas e então houve uma expectativa entre os jurados para saber se alguém iria se arriscar a ir dançar lá no meio. É um ótimo momento para ganhar spotlight e claro que as meninas, já vendo o que rolou com o Hyungseob na temporada passada, aproveitariam disso. São muitas as meninas que vão para o palco para poder dançar e é um momento legal de interação entre elas, principalmente por ser finalmente um momento de descontração no meio de tanta bagunça dramática.

E não para por aí: logo após de Nayana, a produção resolve colocar Heavy Rotation do AKB48 para tocar. E aí algo incrível e surpreendente acontece: TODAS AS MENINAS LEVANTAM E COMEÇAM A DANÇAR. É claro que isso foi um momento completamente scripted para poder mostrar que oh as japonesas também são apreciadas, mas ainda assim é bem legal ver todas as trainees dançando Hebirote.

O NMB48 então entra no palco e as expectativas estão grandes para Shiroma Miru, ou Mirurun, uma das meninas mais famosas (e bonitas) do grupo. Apresentando Warota People, single lançado no final do ano passado pelo NMB, as meninas convencem que são boas performers, apesar dessa música ser horrorosa e não mostrar nem um pouco do potencial das meninas, principalmente de Mirurun, que consegue abocanhar um B ainda pela audição.

As meninas da Stone Entertainment causam um pequeno furdúncio, por todas já terem participado de um reality show recentemente (o excelente Idol School) que gerou o fromis_9 e que contém na line-up uma das meninas que está no Produce 48. Jang Gyuri, que ficou em 9º lugar no Idol School, choca a todos os jurados por já ter debutado e não ter dado nem tempo de respirar direito e já estar indo para outro reality show de survival assim. Sua justificativa, de que achava que estava indo mal nos treinos e não conseguia acompanhar as coisas direito no grupo, é até plausível, mas é bem óbvio que é só mais um daqueles truques para poder tentar abocanhar mais fama para o grupo, que foi o que o DIA fez na primeira temporada mandando Chaeyeon e Cathy. Após a performance de Chewing Gum do NCT DREAM, é Jo Yuri quem ganha a atenção dos jurados, por sua voz grave e única, fazendo com que ela tenha sido a única das Stone a ter ido para o A, com Gyuri indo pro B e Eunyoung e Sian indo para o C ambas.

O último grupo do AKB48 a ter sua performance exibida traz Takahashi Juri, Kojima Mako e Muto Tomu. O VT resolve foca em Juri, que já teve um destaquezinho no episódio passado, arriscando se comunicar com as coreanas com o que sabe da língua (que já é mais do que muitas das trainees japonesas). Aqui, Juri é vista como hardworking e especialmente como uma fã da música coreana. Ela cita BLACKPINK, Red Velvet e IU como artistas coreanos que gosta muito de ouvir. É então que somos levados de volta para o palco e a audição das meninas começa e a música que toca é Playing with Fire do BLACKPINK. As meninas então surpreendem por conseguirem dançar e cantar a música com certo nível de excelência, além de terem resolvido apresentar a música em coreano, ao invés da versão japonesa, o que garante mais pontos para as meninas. Juri termina a performance no B, Mako no C e Tomu no D.

Encerrando o bloco de audições, temos essa gatinha crazy eyes que é editada com esses fogos nos olhos pra poder mostrar o tanto de paixão que ela tem dentro dela. HAHAHA SÉRIO. Extremamente ambiciosa, Kim Choyeon tem um VT inteiro dedicado ao fato de que ela quer muito ir para o A. Muito mesmo *edit de fogo nos olhos*. Então eles chamam ela para ir se preparar para a audição e ao mesmo tempo chamam também a Go Yujin, da Blockberry Creative, empresa do LOONA. O motivo? As duas vão performar A MESMA MÚSICA. É claro que a Mnet não ia perder tempo e ia colocar elas uma depois da outra pra poder causar ainda mais drama, não é? E acaba que Kim Choyeon tem a melhor, pois dança e canta bem melhor que a Yujin, que recebe como comentários dos jurados “eu nem ouvi ela cantar”. A determinação e o fogo nos olhos de Choyeon leva ela para o A e Yujin vai parar no C.

Seguindo em frente, temos finalmente a última apresentação da noite e que não podia ser de outra pessoa que não de Miyawaki Sakura. Antes de performar, a edição faz questão de mostrar de novo o fiasco da audição do HKT48, grupo que a Sakura faz parte, com comentários em off da própria, dizendo que as japonesas são melhores que aquilo e que ela queria provar para todos que as japonesas também são tão boas quanto as coreanas.

A princípio, a performance de Sakura acaba sendo algo muito mais do mesmo. A dança não é lá essas coisas e ela se segura mesmo pelo vocal, que está impecável e sem base nenhuma. O negócio todo é que a Mnet fez questão de editar para que nós ficassemos com essa ideia na cabeça e achassemos completamente injusto que Sakura tenha ido parar no A. Sim, ela foi parar no A. O motivo pelo qual a BYJ, que parece ser uma grande Sakura oshi, disse que ela merece ir pro A é porque ela tem uma aura, um carisma, star quality basicamente e é o que eles estão procurando em alguém. Diferente de Jurina, e a edição faz questão de milkar mais uma vez todo o drama Jurina x Sakura. Nao só isso, como também faz questão de milkar o drama solo da Sakura

Sakura é literalmente uma das únicas trainees que é dada a chance a falar depois de rankear. Ela dá um discurso onde fala sobre como ao assistir as performances das outras meninas japonesas e ter visto o quanto elas se empenheram e ter visto também que a maioria foi parar nas classes mais baixas, ela perdeu a estima e achou que iria parar no F também. É um momento muito bonitinho, mas feito claramente com intenções de promover ainda mais a imagem de Sakura, ainda mais por ela chorar. A edição é favorável pra ela e tem que ser né afinal ela é a center da música principal do programa e eles precisam edita-la de acordo.

E então finalmente as audições acabam e estamos chegando na segunda fase de avaliações do programa: PICK ME. As meninas, divididas em suas respectivas classes, vão ter aulas de dança e canto com os treinadores para poderem aprender Nekkoya. Com uma pequena twist dessa vez: elas vão ter que decorar a música em japonês e em coreano. Depois tem o mesmo blá blá blá de sempre, vão performar no M!Countdown mas nem todas vão poder estar no palco, já que as meninas da classe F tem que ficar no chão pois são consideradas como não prontas para estarem diante de um palco. Isso frustra a maioria das meninas do F, que estão decepcionadas, mas é um motivo de criar força para poder se darem bem na reavaliação, que acontecerá em 3 dias, onde as meninas gravarão um vídeo dançando e cantando Nekkoya para os jurados avaliarem se elas ficam na classe que estão ou sobem/descem de nível.

O episódio segue com as meninas indo para o dormitório pela primeira vez e descobrindo suas colegas de quarto, suas roupas de treinamento e indo para as aulas. De destaque de dança, temos Honda Hitomi (que inclusive é a minha favorita de todas atualmente e não teve sua audição, muito boa por sinal, exibida e vocês podem conferir clicando aqui) e Son Eunchae, da Classe C, que são ditas como as melhores em Nekkoya e recebem um elogio de BYJ. Já em canto, as meninas do A parecem bastante perdidas e confusas, principalmente porque a música tem um range muito alto e é high pitched e meninas como Jo Yuri não conseguem chegar lá normalmente, o que cria um clima de tensão bem forte entre as meninas.

Há também um momento bonitinho no meio de toda essa bagunça que é quando as meninas tem a oportunidade de ligarem para alguém especial e as meninas ligam para suas mães ou seus pais e falam sobre como está sendo difícil mas elas não irão desistir. É um daqueles momentos em que você não aguenta mais de tanto ouvir a tecla do piano batendo repetidamente pra fazer o Nekkoya.

Chega então o dia da reavaliação e as meninas, uma por uma, vão gravar seus vídeos. Algumas falham e outras vão aparentemente muito bem. Não sabemos o ranking de nenhuma delas, exceto de Sakura e Lee Kaeun, que continuam no A. O episódio cria uma tensão e um drama pois há gente do A que desceu para o F e gente do F que subiu para o A e tudo isso só será revelado no próximo episódio @_@

Retornaremos com as recaps de Produce 48 semanalmente e esperamos que vocês acompanhem tudo aqui conosco! Não se esqueçam de se inscrever no canal do Produce 48 no telegram também, clicando aqui

#produce48 #akb48 #ske48 #hkt48 #nmb48 #fromis9 #idolschool

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s