BLACKPINK: Ranking definitivo dos 6 singles e 1 cover

Com um número incrível de nove músicas e um cover, o BLACKPINK– girlgroup sul-coreano – mostra uma pequena diversidade nos gêneros musicais mas simplesmente continuam evoluindo naturalmente. E pela escassez de músicas das meninas, devido a terrível administração do YG, esse nosso crocante RANKING ULTIMATE de todos os singles de Blackpink foi ainda mais fácil de fazer.

Para comemorar o lançamento de “DDU-DU DDU-DU”, iremos levar você, fiel leitor, ao passado de BLACKPINK numa viagem cheia de raps, hip-hop, batidas genéricas e diremos qual foi a melhor da carreira delas – e por isso nada mais importa se não for nossa opinião.

7. “Stay” (2016)

Essa aqui sem dúvidas uma das mais desnecessárias na carreira do grupo, “Stay”, ou melhor, restos de produção de uma tentativa falha de recriar “Lonely” do 2ne1. É literalmente a pior do BLACKPINK, trazendo um som irritante de gaita e um clipe com uso tão pesado de filtros do VSCO que em alguns momentos é até difícil enxergar as integrantes.

6. “So Hot (The Blacklabel Remix)” (2017)

Sendo um cover da música originalmente do grupo Wonder Girls, “So Hot” foi gravada para que as meninas pudessem fazer uma homenagem em um programa sul-coreano de final de ano. Mas nada dessa música, além do refrão, fala com a original, que é uma faixa sassy e retrô de um jeito que só o Wonder Girls sabia fazer. Além disso, é uma vergonha que no meio da escassez de trabalhos do grupo a YG tenha praticamente trabalhado esse cover como um lançamento oficial, ganhando até lançamento no soundcloud. Meh.

5. “As If It’s Your Last” (2017)

Mesmo que relutantemente, “As if It’s Your Last” entra nesse top 5 por todo o impacto que teve sendo apenas um single solto, sem propósito ou pretensão nenhuma… um single para os fãs. A canção foi o ÚNICO lançamento do grupo em 2017, um ano em que a empresa das meninas com certeza não tinha ideia de como segurar o sucesso estrondoso do BLACKPINK ou como trabalhar na evolução da imagem delas perante ao público. Apesar dos pesares, e da música ser claramente um grande requenta de uma faixa velha descartada pelo 2NE1, “As If It’s Your Last” é divertidinha e esquecível na medida certa.

4. “Boombayah” (2016)

“Boombayah” foi uma das primeiras músicas que ouvimos do grupo. Um farofão de qualidade mas que envelheceu mal pela saturação da música – a gente já ouviu esse EDM pesadão ser reproduzido mil vezes no Kpop por grupos como T-ARA e D.HOLIC. A faixa rendeu acima de tudo alguns elementos icônicos que deixaram a marca na carreira do BLACKPINK até hoje, como o bordão “BLACKPINK in your area” e a coreografia com jogadas de cabelo e integrantes se arrastando pelo chão.

3. “DDU-DU DDU-DU” (2018)

A mais recente do grupo nos mostra um BLACKPINK que volta às suas raízes hip-hop depois de dar uma farofadinha pop no ano passado. Com raps rolando o tempo todo e um trapzão pesado no “ato final” da música, podemos afirmar que sem dúvidas foi uma das melhores delas em tempos. Mesmo que seja estranha aos ouvidos numa primeira vez, DDU-DU DDU-DU vai crescendo dentro de você e não fica cansativa como Boombayah por exemplo.

2. “Whistle” (2016)

Colocar “Whistle” em segundo lugar é uma posição complicada. Pessoalmente a minha favorita do grupo, envelheceu como um bom vinho tinto da melhor adega da coreia do sul e continua bem suave aos ouvidos. O refrão totalmente memorável, os versos impecáveis, o instrumental é um hip-hop soft e que incorpora elementos acústicos mas sem soar brega… literalmente uma raridade entre as prduções do Teddy – produtor que faz/fez a maioria das músicas do grupo. Um debut incrível que mostrou a força do grupo já em uma estreia marcante.

1.”Playing With Fire” (2016)

Pop perfection, suprassumo das produções Kpop. “Playing with Fire” traduz perfeitamente o que é uma faixa do gênero e continua sendo completamente atemporal. Tudo aqui foi bem dosado, dos versos até o rap da Lisa – que é o melhor dela até agora – ao refrão ressonante e o instrumental que traz um EDM bem cadenciado com um loop de piano marcante. A faixa traz todo um ar de desespero e tensão amorosa que consegue ser traduzida pela sua musicalidade mesmo sem você conferir a letra, e com certeza ela continuará sendo um momento único na carreira das meninas (ainda mais porque o futuro delas parece muito mais alinhado ao hip-hop do que a momentos pop assim).

Esse post é dedicado especialmente à cadelinha MeU do grupo Groups & Bomification, nossa querida Amanda.

0 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s