Sex and The City fez 10 anos e eu ainda defendo o final!

*O post a seguir contém spoilers de Sex and The City – série e filme – se você é uma poc que ainda não viu…..se retrate*

O filme de Sex and The City foi lançado hoje (06/06) há 10 anos atrás aqui no Brasil, dirigido por Michael Patrick King e estrelando o elenco da série. Com opiniões divididas sobre a qualidade do filme, digo tranquilamente que o filme foi uma ótima extensão da série, e fez um bom trabalho expandindo o futuro das personagens. Mas algo incomoda a todos que viram esse filme: a Carrie ficar com o Big mesmo depois de tudo.

O final é um grande divisor de reações. Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), a romântica de seis temporadas, depois de planejar um grande casamento e ser deixada no altar por Big (Chris Noth), ainda fica com o personagem nos momentos finais. Algumas pessoas que viram acharam apropriado já que Big era um homem constante na série – onde Carrie acaba sozinha -, mas a grande maioria dos fãs ficou extremamente ofendido com o fato até hoje, e não é exagero meu, as pessoas indignadas chegam a resumir o filme só a isso. Mas eu sou uma das pessoas que achou o apropriado.

Carrie Bradshaw sempre foi uma romântica sem limites. Pulando de galho em galho durante seis temporadas, Carrie passou por decepções amorosas, traições e teve que lidar com ela mesma fazendo essas coisas. A premissa disso tudo, foi Carrie lidar com suas expectativas de um grande romance e do homem ideal, desconstruir isso tudo da sua cabeça, e por fim, conseguir viver um relacionamento sem idealizações do que para ela “deveria ser” um homem/relacionamento. E percebe, ao longo da série, que o relacionamento mais importante que ela tem, é com ela mesma – daí a ideia de terminar a série solteira.

No filme de Sex and the City, Carrie e Big estão prestes a se casar, mesmo não acreditando em casamento. Portanto, tudo que vai ser planejado é de forma pequena e bem íntima, para eles não importa o quão grande é a festa, e sim que a união seja discreta para ambos. Ao longo do filme, a pequena cerimônia vai virando uma grande bola de neve. Os 50 convidados viram 100, e daí pra cima vai multiplicando-se. O vestido simples vira um Vera Wang. Ela posa para a Vogue. Sai na capa da revista. Tudo isso vai tomando grandes proporções que não foram visadas no começo da ideia de se casarem. Em certo momento, a personagem até reconhece que em todo o processo da sessão de fotos e na entrevista, ela sempre disse “eu” e nunca “nós”. E por sempre lidar com a ideia de desconstruir o grande romance que ela sempre quis, tudo que acontece desde o planejamento até o casamento, é como se fosse uma grande recaída.

Enquanto o Big, olha aquilo tudo e se afasta cada vez mais, como se o grande evento, que era para ser íntimo até então, fosse um grande obstáculo na vida de casal deles. Tanto é que há uma cena muito simbólica antes dele de fato deixá-la no “altar”. Dentro do carro, ele olha para Carrie coberta com seu véu e tudo que ele precisa é uma prova, uma prova ao redor de todos aqueles grandes adereços, que seria olhar no rosto de Carrie. Mas ele não consegue, porque ela está sempre com o véu. Então ele entra em pânico, surtando naquele momento. Uma peça muito importante e delicada para o filme todo.

O filme todo é sobre retomar a ideia da série sobre a Carrie se perder na sua visão romântica da vida, mostrar que o romance em geral não significa amor e que esperar por um romance arrebatador pode matar um sentimento bom e real que você nutre com outra pessoa. E no final das contas, descobrir que amor de verdade é romance suficiente para uma pessoa.

Por isso, acredito que ela voltar para o Big e terminar o filme casada com ele mostra que todos nós podemos nos perder na visão romantizada que temos da vida. Sex and The City é um filme emocionalmente inteligente e inspira-se em si mesmo para desconstruir as ideias de romance que podemos ter na nossa vida real. Continua atemporal.

#sexandthecity #filme #filmes #carriebradshaw #sarahjessicaparker #matéria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s