OH MY GOD YES: O Rank definitivo de solos do LOONA pelo Jesusworechanel

A simpatia do jesusworechanel pelo LOONA é uma coisa que data pelo menos de um ano atrás, quando esse singelo bloguinho ainda era um podcast underground e a Kim Lip era a grande novidade do projeto. Durante esse meio-tempo, o LOONA teve alguns de seus lançamentos mais icônicos, como a unit ODD EYE CIRCLE, os vários rostos da JinSoul e toda a série de lançamentos que precederam a unit yyxy, finalizando no último mês de março com “Egoist” da Olivia Hye. A proposta de revelar uma integrante por mês com um single solo, clipe bem produzido e elementos complementares que demarcavam a personalidade das garotas e a mitologia do grupo foi certeira em angariar uma fanbase dedicada e altamente interessada em todos os mínimos detalhes que envolvem o projeto.

Agora que o grupo está a apenas um lançamento do debut oficial, é a hora perfeita para olhar para trás e analisar um pouco todo o evento que foi o lançamento dos 12 singles solo. Mais do que isso: quais foram os singles mais bem trabalhados? Quais foram os melhores conceitos? Os melhores visuais? E qual integrante conseguiu imprimir mais personalidade própria em seu lançamento? É para isso que nós vamos fazer o que qualquer poczinha sabe de melhor e listar aqui, do pior ao melhor, quais são os nossos solos favoritos das garotas do LOONA. Lembrando que a opinião desse texto reflete percepções individuais do @bubblegurmave, responsável pelo texto, mas também colaborações dos outros integrantes do blog… mas calma: é tudo subjetivo e está perfeitamente ok concordar ou discordar. Vamos ao rank?

12. Yeojin – Kiss Later

A Yeojin ao que parece vai ser sempre a integrante mais subestimada do LOONA e alguns motivos são cruciais para essa percepção: a sua posição de maknae no grupo, sua completa ausência das sub-units e, claro, o fato de que “Kiss Later” é o single menos interessante promovido pelo projeto até agora. Não que a música seja a coisa mais desagradável do mundo, e inclusive ouso dizer que ela se torna ironicamente divertida depois de algumas (várias) ouvidas, porém ainda assim há uma aura de infantilidade que permeia a canção e torna ela um tanto quanto irritante. Uma pena pois o instrumental retrô é até divertido e o clipe tem lá seus momentos legais também.

B-sides: O single da Yeojin é o único que apresenta duas b-sides, “My Sunday” e “My Melody”, ambas versões diferentes da mesma música, com a primeira sendo cantada pela Heejin e Hyunjin, enquanto a segunda recebe os vocais de Haseul e a própria Yeojin. Nem preciso dizer qual é a pior dentre as duas né? A Yeojin realmente não deu sorte com os lançamentos do mês dela.

11. Go Won – One & Only

Um synthpop divertido e açucarado com um refrão contagiante e um clipe com visuais excentricamente interessantes: o que poderia dar de errado nisso? No caso de “One & Only“, simplesmente os vocais não muito agradáveis da Go Won. A integrante até agora é de longe a mais fraca nesse quesito no grupo, e dá uma performance high-pitched que consegue estragar um pouco toda a experiência da música. Além disso, certas escolhas duvidosas contribuem para a impressão ruim que o single traz, como os versos repletos de raps não muito habilidosos e distrativos. Meh. Essa música claramente não ficou em último porque eu sou uma synthpop hoe assumidíssima.

B-side:Seesaw” é o dueto de Go Won com Chuu e recebe também a participação de Kim Lip (que já tinha virado arroz de festa nessa altura do campeonato). Não chega a ser nenhum magnum opus do grupo, mas é fresh, tem um break legal no refrão e espaço para mostrar os belos vocais das garotas – excluindo a Go Won dessa soma, claro.

10. Hyunjin – Around You

Around You” até que é uma baladinha eficaz e delicada, mas uh… nada disso consegue salvar a música de ser um tanto quanto inexpressiva. A questão é: baladinha no kpop sempre possui uma tendência a ser safe e não conseguir emocionar o suficiente, e essa aqui não foge à regra. Ainda assim, eu diria que o refrão relaxante e a melodia sofisticada de piano são até convidativos, mas nada muito além disso. Ah, a versão de 10 minutos do clipe, apesar de uma vaguidão constante, é um dos vídeos mais fofos que o LOONA já lançou.

B-side: Ao contrário da Yeojin, a Hyunjin compensou o single meio chato com uma b-side pra lá de divertida. “I’ll Be There” é um dueto retrô da pirralhuda com a Heejin e basicamente a primeira de muitas faixas synthpop do LOONA.


9. Haseul – Let Me In

Segunda baladinha promovida como single pelo grupo, “Let Me In” não é nenhuma grande melhora em relação a “Around You”, mas me ganha fácil pelo instrumental classudo todo trabalhado em várias camadas de violino, além do seu desenvolvimento melódico interessante e de todo o ar de mistério que é criado em sua intro. O clipe é um dos mais visualmente incríveis do projeto até agora e, pelo menos pra mim, o que melhor consegue utilizar a simbologia dos animais do LOONA.

B-side:The Carol” é uma música de natal tão entediante como qualquer música de natal pode ser (e ainda foi lançada duas vezes).


8. Vivi – Everyday I Love You (feat. Haseul)

Everyday I Love You” é um groove gostosinho, retrô e noventista, que joga o ouvinte numa vibe R&B despretensiosa e leve. O refrão é delicado e divertido, e todos os achievements da música são maximizado pelos visuais lindos do clipe. É claro que a faixa é mais b-side material de algum grupo do estilo Gfriend que tudo na vida, mas acho que no fim das contas ela funciona bem e tem um carisma muito próprio. A participação da Haseul Minaj com um rap no meio da música é meio… awkward? Mas a gente aceita de boa (acho).

B-side:Everyday I Need You” é uma versão alternativa e mais chill da música principal, mas o destaque mesmo é que no seu clipe é revelado o primeiros dos muitos rostos da barbie JinSoul.

7. Yves – new

Não, essa música não está aqui para causar uma reação – mas é que, particularmente, não acho que “new” deveria rankear mais alto. A canção é de longe o single mais imediato do LOONA, o refrão e o instrumental pesadamente synthpop possuem um impacto único, o que pelo menos me ajuda a entender a predileção de alguns fãs do grupo por esse single. Mas ainda assim sinto que falta algo em “new”, talvez um twist interessante, já que a música é muito linear. Ah, o sample vocal de “AI AI AI” do refrão me irrita também grrrr. Tirando esses elementos que me desagradam um pouco, confesso que o clipe é maravilhoso e foi uma introdução de tirar o fôlego ao conceito da unit yyxy… parabéns Vivi.

B-side:D-1” é um R&Bzinho atmosférico que eu geralmente chamo de prima pobre de “Eclipse” da Kim Lip.

6. Choerry – Love Cherry Motion

Tá ok, “Love Cherry Motion” não é exatamente uma música incrível em todos os aspectos, mas a forma como ela mescla o pop bobinho e girlie com batidas dark e intensas é claramente algo que merece destaque nessa lista. Ouvir essa música pela primeira vez com certeza foi uma experiência e tanto para os fãs do LOONA, que se viram jogados em um dos plot twists musicais mais incríveis de 2017 (eu mesmo confesso que tremi muito quando a JinSoul e a Kim Lip apareceram ainda no primeiro breakdown). De qualquer forma há ressalvas: enquanto a parte “fofa” da canção é ótima e a ideia da mudança de ritmos seja interessante, o segundo break da música, que mistura future bass e muito trap numa melodia meio iamthebéstica, é um tanto quanto barulhento e irritante.

B-side:Puzzle” é uma colaboração da Choerry com a JinSoul e mistura um R&Bzinho retrô com sons mais contemporâneos da trap music. O refrão é meio meh no começo, mas quando a JinSoul dá uma subidinha de nota tudo fica muito on point.

5. Chuu – Heart Attack

Se tem uma faixa que se vale muito do carisma de uma integrante do grupo, essa faixa é “Heart Attack”. A Chuu tem uma energia vibrante e uma personalidade feliz, bobona e efusiva que atraem com muita facilidade. Ainda assim, “Heart Attack” tem outros elementos que a fazem ser ótima por si só, como seu refrão viciante e com elementos inesperadamente natalinos, seus raps divertidinhos e a voz destacável da deusinha Chuu. E ah, o clipe é um verdadeiro acontecimento pop lésbico.

B-side: Chuu divide os vocais de “Girl’s Talk” com Yves, trazendo um synthpopzinho competente sobre as duas garotas spilling that tea (infelizmente dessa vez sobre garotos).

4. JinSoul – Singing in the Rain

Essa faixa é um belíssimo conceito: JinSoul é basicamente a Lorena Simpson coreana mandando um future bass com elementos muito semelhantes aos tambores da Axé Music brasileira. “Singing in the Rain” é de longe a faixa mais upbeat do LOONA até agora, e possui sonoridade e visuais que poderiam ser facilmente explorados por algum dos grupos mais dançantes da SM entertainment, tipo f(x) ou SHINee. I mean: QUALITY. Além de tudo, a faixa traz o maravilhoso bordão “Hey Boy”, que virou marca registrada do ODD EYE CIRCLE pouco tempo depois. Claro que a música rankeou alto porque eu amo uma farofa.

B-side:Love Letter” é um dueto da boneca de mil faces com a Kim Lip, um popzinho encorpado com letra de monga apaixonada que não é nada demais mas também não chega a ser ruim.

3. Olivia Hye – Egoist (feat. JinSoul)

Um dos melhores números surra de synth do LOONA, “Egoist” tem um desenvolvimento quase perfeito, culminando em um refrão impactante e um gancho que não pode ser descrito de outra forma além de pop perfection. Uma das coisas que mais me ganhou na música foi o seu instrumental meticulosamente bem produzido, que mescla várias texturas do pop eletrônico, com direito a breakdown, low-cut pesado e até um assobio repetitivo em loop. O rap da JinSoul é, pela primeira vez, um dos featurings que realmente agregam dentre os singles do projeto, coroando a barbie coreana como também a rainha do rap no extremo asiático. THEY NEED RAPPERS LIKE HER. E ah, eu nem falei da letra de empoderamento e do clipe visualmente incrível que tornam tudo desse single ainda mais perfeito.

B-side:Rosy” é um pop minimalista carismático e traz como parceria a taquarinha Go Won e também a Heejin. Melhor b-side dentre os singles sem muita discussão.

2. Heejin – ViViD

ViViD” foi o abre-alas do LOONA e atualmente um dos números mais subestimados do projeto. Longe de ser um synthpopzão chamativo (que, vamos ser sinceros, foi o que atraiu a fanbase internacional do grupo), “ViViD” tem um tom funky e meio retrô, sendo quase toda construída à base de elementos e instrumentos orgânicos. A música é divertida, sassy e carismática, contando com uma das melodias mais memoráveis dentre os singles em seu refrão, além de toda a entonação icônica da Regininha durante os “OH MY GAWD YASSS”.

B-Side: Dessa vez o lado B do single é nada mais nada menos do que apenas uma versão acústica da faixa principal (que também é ótima por sinal).


1. Kim Lip – Eclipse

Havia alguma dúvida de que “Eclipse” rankearia em #1 aqui? A faixa é tão poderosa que até apareceu na nossa lista de melhores singles de 2017, mostrando que ela não é apenas um grande destaque dentre as músicas lançadas pelo LOONA (afinal, foi a música que deu um 180º no loonaverse), mas também um single considerável em todo o contexto do K-pop em temos recentes. Sendo quase um synth-funk banhado em R&B e que deixaria as músicas do finado “lado velvet” do Red Velvet morrendo de inveja, “Eclipse” brilha pela própria construção hipnótica de suas melodias e pelo ótimo trabalho vocal da deusa Kim Lip. Ugh, her mind, it amazes me sometimes.

B-side:Twilight” é produzida pelo Cha Cha Malone (quem quer que seja essa pessoa), e se concentra em um rimo R&Bzinho suave embalado por um piano bem presente. É beeeem mediana, mas cumpre seu papel e não chega a tirar o mérito de “Eclipse” em momento algum pelo menos. Algumas vezes eu acho que e essa música só existe pra BlockBerry Creative fazer todo um trocadilho do single com a obra transcendental de Stephenie Meyer.

Disclaimer: O @goticaino não concorda com essa lista visto que “Around You” não abocanhou a primeira posição.

#loona #blockberrycreative #heejin #hyunjin #yeojin #haseul #vivi #kimlip #choerry #jinsoul #yves #chuu #gowon #oliviahye #girlgroups #kpop #kpop #matéria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s