TRACK REVIEW: Pristin V esmurra o próprio grupo com "Get It"

Sendo uma das filhas do Produce 101, o grupo Pristin debutou no ano de 2017 durante todo o hype do disband do IOI. Com o “livramento” de Pinky – atualmente Kyulkyung – e Nayoung, a Pledis lançou o projeto que serviria quase como uma sucessão do seu único e falecido girlgroup, After School. E menos de dois comebacks depois, de acordo com a necessidade de um conceito mais edgy, aqui estamos com mais uma unit, o Pristin V, que enterrou o seu grupo de origem.

Pristin V apresenta cinco meninas, Eunwoo, Kyulkyung, Nayoung, Roa e Rena. Visando dar um revamp na imagem do grupo, mas sem se arriscar muito – e por isso mesmo o conceito de terem criado uma unit -, o Pristin V anunciou desde seu início que teriam uma imagem destoante da original, um conceito “vilanesco”, despojado e “edgy” lançando um single album com duas músicas chamado “Like V”, com o single “Get It” e outra faixa chamada “Spotlight”.

Depois de tanto mistério ao redor de como seria a sonoridade da sub-unit, hoje (28/05), finalmente foi revelado. E confesso, não estava animado para esse comeback, justamente por ter parecido mais uma cagada da Pledis logo no início do grupo – todos lembramos o quão divisivo ficou Orange Caramel e After School -, e por isso fui surpreso pelo quanto gostei dessa faixa.

Pulando de cabeça na onda de “Bad Boy”, do grupo Red Velvet, “Get It” é uma faixa hip hop, que flerta com elementos do r&b presentes em músicas do mainstream ocidental. A vibe despojada e moderna da música, junta-se ao refrão catchy que fica repetindo-se sozinho na sua cabeça mesmo depois de ouvir a faixa. Tudo isso combina perfeitamente com Rena e Nayoung, que fazem um ótimo trabalho em seus respectivos versos, deixando o feeling da faixa bem contínuo e fluido por conta de seus raps, mas não é nem isso que carrega em si o som da unit e sim os vocais harmonizados das vocalistas principais.

Eunwoo brilha em diferentes partes durante a canção, podendo mostrar o que – em minha opinião – foi apagado quando as meninas estavam juntas no grupo: a sua voz. Os versos melodiosos da menina e os agudos do final realmente nos faz pensar que o estilo da música combinou muito mais com a imagem que a Pledis resolveu inserir através delas. Assim como Roa, que se mostrou apta ao trabalho, unindo sua voz à outra e tendo bastante tempo para brilhar.

O destaque da faixa está realmente nos seus refrões, e como a batida funciona durante ele todo. É forte, é um hip hop “genérico” porém catchy e mais importante, é provavelmente a melhor coisa que o Pristin já apresentou como um grupo – mesmo sendo apenas uma sub-unit.

O clipe de “Get It” serviu, ao meu ver, para chamar atenção daqueles fãs de IOI que se apaixonaram por Pinky e Nayoung, e de certa forma os enganarem a conhecerem ainda mais as outras meninas – que com exceção de Rena também estavam presentes no reality. Rena, Roa e Eunwoo são destaque da produção visual em muitos momentos, brilhando pela dança e pelos takes em que estão presente. Chamam a atenção do espectador. As cenas das mesmas dentro do campo de tênis, ao meu ver foram quase uma homenagem ao grupo que as deu origem, After School, quando elas estiveram no mesmo cenário no clipe de “Diva”.

Pristin V fez um trabalho muito melhor que o grupo de origem, e mostra mais uma vez como a Pledis parece ser mais empenhada em units do que em grupos originais – olá Orange Caramel. Só resta torcer para acertarem ainda mais nos futuros comebacks do grupo todo, para ajudar ainda mais essas meninas talentosas.