MK Ultra Coreano: Olivia Hye e a arte do egoísmo

E chegamos ao fim! Ou quase. No dia 30 de março de 2018, Olivia Hye, a 12ª membro do LOONA, finalmente debutou, com sua faixa título Egoist, com a participação do Tupac sul-coreano Jinsoul, e encerrou o ciclo de pre-debut das meninas, sendo a última integrante do grupo e da 3ª unit do mesmo.

Depois de muito mistério sobre quem seria a menina que encerraria os solos das integrantes do Loona, Olivia Hye finalmente se revelou, em fotos não muito excitantes, mas com legendas que nos deixaram curiosos. A cada foto, seu nome ia para um tom mais escuro de cinza, até que finalmente chegou em preto. Já nas legendas, a BlockBerry Creative resolveu instigar ainda mais a mente do fã de Loona, escrevendo coisas como “Egoist”, e outras coisas que levaram os “loonatics” a acreditarem que ela seria o próprio diabo – seguindo a ideia de que a nova unit do Loona formada por Yves, Chuu, Gowon e Olivia seguiria o conceito de “Eden”.

Como já foi explicado anteriormente pela BlockBerry Creative, a unit Eden seguiria falando sobre o ego e amor próprio, se distanciando dos conceitos do LOONA 1/3 e do ODD EYE CIRCLE, que, respectivamente, falam sobre os lados bons e ruins do amor e sobre tomar atitude quanto ao amor, como nas faixas Love & Live e Sonatine da primeira e Girl Front e Sweet Crazy Love da segunda. Com toda essa expectativa em cima da última menina, fãs anteciparam durante muito tempo o que ela traria de novo para a mesa.

“Egoist” é uma faixa, como descreve a própria BlockBerry Creative, edm com uma melodia pop dançante, e sem dúvidas muito catchy. Mas nós aqui do Jesus Wore Chanel gostamos de descrever a música como, SURRA DE SYNTH. O single de Olivia vai constantemente crescendo no seu ouvidinho, com a voz bem suave da menina que nos impressiona no final soltando um daqueles agudos que todas as bichas gritadeiras amam, dando o clímax da música. A Jinsoul faz uma singela participação, mostrando a herança deixada por Tupac para ela, e nos agraciando com mais um de seus raps – que dividiu muitas pessoas, mas nós amamos e é inegável que essa dupla criou uma ótima atmosfera para a música.

A letra da música acaba por ser um show à parte. Se você achava que New era a música representante da unit, é melhor pensar de novo, porque Egoist trata exatamente do conceitinho que a BBC criou para o Eden. Egoist fala sobre um amor que foi se desgastando e acabando aos poucos e a destruiu por inteira. Olivia canta sobre como perder aquele amor foi devastador e narra que não tinha esperanças de mais nada, nem que o tempo curasse aquelas mazelas. Mesmo assim, aquela experiência acaba por trazer frutos positivos para Olivia, que aprende a se gostar e se amar e, egoistamente, diz que a partir de agora só tem espaço para ela em sua vida e não mais para quem a machucou. É poderoso como a narrativa ainda fala sobre como há o sentimento de querer desistir de tudo e voltar atrás, mas sucumbir a esses desejos é errado e o amor próprio tem que estar acima de tudo.

E como esperado do último clipe de um projeto gigantesco como o de Loona, em minha humilde opinião, foi um dos melhores. Sem grandes produções, sem viagens para outros países, mas muito bem editado e cheio de referências aos singles passados. Olivia Hye ainda impressionou a todos, mostrando a que veio no Loonaverse – nome dado ao universo compartilhado de LOONA. A menina dançou muito, mostrou carisma e ainda caiu perfeitamente no conceito de “Lúcifer” que jogaram para nós. O clipe ainda acaba com a Heejin, nos dando o melhor dos conceitos e mostrando que o ciclo foi finalmente fechado.

Além do show incrível de produção na faixa-título, o single album de Olivia ainda conta com mais uma música, colaboração entre a gatinha, Gowon e participação especial de Heejin, a primeira menina revelada do LOONA. E esta por sua vez, não fica muito atrás de Egoist, equiparando-se no quesito qualidade e ainda trazendo Heejin fazendo rap, explorando novos conceitos e mostrando versatilidade, coisa que nós aqui gostamos muito de ver.

O debut da unit Eden, está previsto para maio, sem uma data definida pela BBC, deixando o mês de abril livre para os fãs surtarem e teorizarem enquanto as meninas descansam, merecidamente, para que o debut OT12 finalmente aconteça. Esperamos que a unit consiga unir os estilos das quatro garotas reveladas por último, nos dando o melhor de Yves, Chuu, Gowon e Olivia. Além disso, ainda queremos respostas na nossa mesa, sobre todas as teorias e se irão conseguir carregar o conceito. O que também é uma questão para o debut do LOONA como um grupo: será que os papéis estabelecidos pela BBC irão continuar se perpetuando ou o LOONA vai ser mais um grupo que abandona seus conceitos?

Até lá, podemos simplesmente desfrutar do maior projeto musical já feito na indústria do K-pop do começo ao fim, sem termos que esperar por mais outro solo. “Egoist” já está disponível nas maiores plataformas de streaming e no iTunes.

#loona #mkultracoreano #oliviahye #heejin #gowon #blockberrycreative #egoist #rosy #kpop #musica #matéria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s