K-POC #2: Tubinho preto

A preguiça, o Carnaval e a quantidade de lançamentos aleatórios me fizeram adiar o lançamento da K-POC de Fevereiro até o máximo que eu pude. Agora, com esse peso dos lançamentos de Março chegando, não posso mais correr contra o destino. Confira aqui o que eu achei do que rolou em Fevereiro no cenário musical pop coreano. Perceba, inclusive, que estou adotando um novo e único SISTEMA DE CORES para que você tenha a noção do que eu achei da música /o/

14U – Don’t Be Pretty

Eu acho que já passei da época do kpop que eu tinha saúde para grupos grandes como 14U, com LOONA sendo a única exceção válida por n motivos que não cabem aqui. Don’t Be Pretty certamente tem alguns elementos bons e funcionaria muito se a instrumental não fosse irritante, especialmente na bridge e na key change ridícula. Não pode nem dar um desconto por eles serem um nugu group, porque muitos grupos nugu estão sempre aí entregando material de altíssima qualidade e sem tanto recurso para tal. Bastante imemorável mas não o suficiente para se tornar ruim.

CocoSori – Mi Amor

É decepcionante ver que um dos grupos mais originais dos últimos tempos no k-pop, por mais que copiassem a fórmula de Orange Caramel do sucesso bizarro, tenha “se vendido” dessa maneira. É decepcionante porque Dark Circle e Exquisite! foram um sopro de ar fresco num k-pop cheio de fórmulas para tentar fazer sucesso e Mi Amor é simplesmente uma tentativa frustrada, e completamente atrasada, de entrar no hype reggaeton na Coreia. É decepcionante porque eu não odiei a música, mas odeio todo o contexto dela e com certeza gostaria se ela tivesse sido lançada por outro grupo. É complicado os sentimentos confusos que eu tive com Mi Amor, mas acho que se você gostou do material que as meninas lançaram anteriormente, deve ficar bem longe dessa música.

Seventeen – Thanks

Thanks é tudo o que Don’t Wanna Cry queria ter sido e não conseguiu ser. Angsty na medida certa, é incrível como a melhor title dos últimos tempos do Seventeen tenha saído de um special album e tenha sido promovida como somente uma música especial para os fãs porque ela merecia muito mais do que esse tratamento. Já faz tempo que não deito para algo que Seventeen lança e fico feliz em saber que os donos do hit Adore U ainda estão vivíssimos e tenham sido liberados para tomar um ar fresco.

Hyolyn – To Do List

Engraçado, essa música da Hyolyn passou completamente despercebida por mim quando saiu e só fui tomar conhecimento da existência dela tem pouquíssimo tempo, quando ouvi pra coluna. E é engraçado porque é uma música muito gostosinha de se ouvir e certamente um dos melhores lançamentos da Sabrina Sato depois de terem matado o SISTAR de vez. Não espere algo totalmente inédito nem fora da caixa, mas espere algo não genérico e bem gostosinho.

Hong Jin Young – Goodbye

Trot é um gênero que não se mistura muito com o lado mainstream do k-pop e, por mais que sua evidência na Coreia da Sul seja algo que ninguém possa negar, é muito raro que o mesmo público que esteja vidrado na hallyu desbrave para esse gênero de música. Hong Jin Young acaba por ser uma força no meio do gênero, sendo uma das mais populares atualmente, apesar de cantar músicas com uma pegada muito mais trot que pop, tendo até mesmo lançado uma música (muito boa por sinal) com o girlgroup DIA no ano passado. Goodbye é uma dessas músicas de Jin Young que é certamente plausível de acordo com a discografia da cantora e é boa, mesmo não sendo inovadora nem nada. Vale a pena dar uma escutada.

CLC – To the Sky

Provando mais uma vez o ponto que o Michel fez aqui, CLC é um grupo de bastante falta de personalidade, sempre tentando inovar mas lançando músicas tão diferentes uma das outras que acaba afastando fãs de verdade que gostam de um determinado estilo e não de outro. Mas, tirando esse mismanagement podre da CUBE, To the Sky é uma música muito boa e provavelmente uma das melhores de CLC. E não tenho vergonha de dizer isso.

CLC – Black Dress

E Black Dress não fica muito atrás, pegando tudo o que teve de errado em Hobgoblin e consertando para que essa imagem de mulheres maduras combine muito mais com o CLC. Um dos maiores acertos do single é certamente dividir a atenção igualmente para as meninas, deixando todas com um espaço para brilhar e não apagando nenhuma, dando até mais destaque para a Yujin, eclipsada em Hobgoblin por ser a fofinha, certamente a que menos combina com esse tipo de conceito e fez provar para a nação que é tão madura quanto qualquer outra das meninas. Black Dress é um acerto enorme na discografia confusa do CLC (mesmo que o mini seja um dos piorezinhos da carreira delas, já que elas acabaram de sair de um lançamento excelente, que foi o FREE’SM, que tinha uma title excelente e b-sides melhores ainda) e se espera que a CUBE mantenha algo nesse nível para os próximos comebacks.

APRIL NaeunxJinsol – My Story

APRIL é um grupo que eu gosto bastante e eu acredito que elas tem uma das melhores discografias do k-pop do lado pure/innocent/bubbly. Mas My Story, uma música que foi lançada não sei a troco de quê, não entra nessa categoria, sendo apenas mais uma das músicas inespecíficas lançadas ao longo do mês. Pelo menos essa collab entre a Naeun e a Jinsol serve apenas de unit especial para o APRIL e não entra na discografia oficial delas, não sendo possível manchar o currículo então. Estamos no aguardo, então, do comeback delas de Março que promete.

Suzy – SObeR

Não sei até que ponto SObeR da sussurradora Suzy é plágio/inspiração de Bad Liar, mas é inegável perceber como até mesmo a estrutura da música se parece com a música da também sussurradora Selena Gomez. Isso não é um demérito de forma alguma, já que SObeR é uma música extremamente divertida e melhor do que as duas músicas da Suzy que ganharam MV no mês passado, principalmente Holiday, que é um desapontamento muito grande já que não consegue nem ao menos chegar perto do que Yes No Maybe foi. Mesmo assim, SObeR não é uma música com muita força para poder hitar, não é muito a cara do gosto coreano e é entendível porque ela não foi a escolhida para poder ser title, mas ainda assim é decepcionante ver que ela foi ~desperdiçada~, principalmente por ter uma coreografia que Suzy finalmente se empenha para dançar, um marco na pequena carreira solo dela.

SF9 – Mamma Mia

Eu terminei de ouvir e tive que botar de novo porque já tinha esquecido tudo de que tinha ouvido. Acho que não é ruim, tem algo que poderia ser bom se fosse explorado direito aqui e poderia vir a ser a HER desse ano. Ok, exagerei, mas é esquecível o suficiente e não tem impacto algum.

NCT U – Boss / Baby Don’t Stop

Não entendo nada de NCT e nem sei o que tá acontecendo agora com o grupo, que honestamente me confunde com esse conceito de milhões de units e gente se repetindo nas units, mas eu fiquei realmente surpreso com esses dois lançamentos. Boss é uma música bem boa e bastante ouvível, mesmo não sendo excelente, mas Baby Don’t Stop é um estrondo de tão boa e eu não costumo elogiar as coisas do NCT porque nada faz exatamente o meu estilo ou eu só não consigo gostar como a maioria das pessoas mesmo. Todo o conjunto da obra faz com que essa música seja excelente, principalmente os vocais sussurrados misturados com os gritinhos no fundo no refrão. E é incrível acompanhar o crescimento da instrumental ao longo da música, principalmente nas partes onde ninguém está cantando nada e ela tem a chance de se tornar a verdadeira estrela. Uma produção incrível e certamente uma de minhas músicas favoritas de boyband esse ano.

VAV – Gorgeous

VAV é um grupo que eu conheci aleatoriamente no mês passado porque soube que eles vieram para o Brasil e fiquei extremamente chocado com a qualidade de Spotlight. Esse mês eles chegaram com Gorgeous, que é uma música tão boa quanto. Mais uma vez, me deixou na imensa vontade de sair procurando mais sobre eles e acho que se eles lançarem mais algo da mesma qualidade esse ano é isso que eu irei fazer: trair o movimento no boys allowed. Desculpa, mas tô achando que vale a pena.

Weki Meki – La La La

LLL tinha tudo para dar errado, principalmente porque a estrutura da música é bastante parecida com a do single debut das meninas, I Don’t Like Your Girlfriend, que eu amo mas reconheço a bagunça e sei que não é para todos. Mesmo assim, La La La tem bastante carisma e uma produção muito melhor do que sua antecessora, trazendo uma música mais contida e mesmo assim bastante upbeat, algo que pode remeter aos singles mais antigos de Secret ou até mesmo La Cha Ta do f(x). É um grande acerto para as meninas, que precisam continuar nessa para mostrar evolução e pisar cada vez mais no Pristin (mentira, sororidade sempre, mas chega de música falada né Pledis). Inclusive, vale muito a pena dar uma ouvida no mini álbum, que tem a melhor intro do ano, Lucky, além das melhores b-sides também, como as icônicas Iron Boy e Metronome.

WJSN – Dreams Come True

Por mais que eu tenha linkado o MV aqui, recomendo muito que vocês assistam um stage de Dreams Come True caso vocês não tenham gostado da música ou não conheçam ainda. Eu acho que a estranheza que o MV causa faz com que a experiência audiovisual seja extremamente prejudicada e me fez, inclusive, desgostar da música quando eu ouvi pela primeira vez, sendo que é um dos melhores trabalhos de WJSN desde Secret. Eu não costumo desgostar das coisas que elas lançam e acho que tudo que elas lançam é top notch, em quesito de title track pelo menos porque as b-sides as vezes deixam a desejar, e não ter gostado de cara de Dreams Come True foi algo espantoso para mim. Mas eu percebi que estava completamente errado vendo um stage da música e percebendo quão boa e grandiosa é essa música, além de ter uma das melhores bridges de qualquer música lançada esse ano e não estou nem exagerando. Uma pena que o mini álbum não faz jus a Dreams Come True, porque tinha tudo pra ser um dos melhores lançamentos do ano overall.

#kpop #kpoc #wekimeki #clc #wjsn #cosmicgirls #vav #14u #cocosori #seventeen #hyolyn #sistar #april #suzy #sf9 #nctu #matéria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s