Beija ou passa na comunidade do Stellar

O ano é 2011, você está cansado do k-pop “mainstream” – honestamente você está louco pois era um dos melhores – e decide mergulhar nas mais profundas camadas do gênero e o que você achava? Isso mesmo, Stellar – ao lado de muitos outros nomes. Mas seis anos depois nos deparamos com a morte trágica do grupo – e quem diria que iriam ser SEIS ANOS não é mesmo? Depois de todas as tentativas de comeback e saídas de membros que esse grupo sofreu, o tão triste e já esperado disband chegou para o grupo que se consolidou como donas da controvérsia.

Produzidas por um integrante do Shinwa, Stellar gerou um tanto de buzz no começo de sua carreira, mas não durou muito tempo. A música debut “Rocket Girl” foi tão mal de desempenho comercial que o grupo sofreu uma mudança na sua formação, duas integrantes anteriores. MinHee e Hyoeun foram adicionadas e assim seguia a vida do grupo.

Mas nada dava certo com as meninas. Em muitas tentativas apelativas, o grupo lançava músicas que eram uma fórmula pronta pro público coreano gostar, mas nada disso chamava atenção devida às meninas – até algum dos singles alcançar o top 100 da Gaon, olá Tinashe temos visitas. Até que em 2014 as meninas deram um giro de 180 graus na imagem do grupo como um todo e se tornaram quase as rainhas da provocação e controvérsia, com a música “Marionette”.

E deu “certo”, pois as meninas alcançavam o top 40 dos charts mais importantes. Logo a decisão mais lógica que a gravadora pensou foi: continuemos com a provocação. As meninas ficaram anos na mira dos netizens, por todo o conservadorismo de bosta que eles tem e nem assim o tão sonhado smash hit chegou à mesa. Mas ao menos deu exposição ao grupo que mais tarde saiu em turnê por vários continentes diferentes.

[Da esquerda para a direita: Hyoeun, Jeonyul, SoYoung, MinHee, Gayoung]

Uma grande perda para o cenário musical sul-coreano aconteceu essa semana, quando em um fanmeet as meninas anunciaram a separação do grupo. Os contratos de Gayoung e Jeonyul já haviam expirado, pelo fato das duas estarem no grupo desde 2011, e as gatíssimas não renovaram. Em 2018, chegou a vez do contrato das outras duas relevantes MinHee e Hyoeun, chegarem a um fim. Ok que o Stellar tem mais duas meninas que ninguém ligou muito para, SoYoung teve pouco destaque no último comeback do grupo, e a outra ninguém ouviu falar, já que não houve um comeback decente para apresentar, mas seu nome é Youngheun. Mas se a gravadora vai querer chutar cachorro morto já são outros 500.

É importante ressaltar aqui também, que como sou comprometida com meu trabalho procurei rapidamente essa história toda de disband. E nessa grande jornada investigativa, achei um tópico de um forum da onehallyu.com, onde uma menina supostamente havia traduzido comentários dos netizens sobre o discurso da Hyoeun sobre o disband do grupo e havia achado suspeito alguns deles:

“1. [+648, -40] Look at her betray her CEO when he’s the one who worked his butt off to get Stellar a chance at fame. He took out loans, sold his house, lived in rentals before even using that key money to invest everything in them. Wow, it’s wrong of her to talk about him like that. His entire life was ruined because of them.

1. Olhe só ela traindo o seu CEO quando ele que trabalhou muito pra dar uma chance de fama ao Stellar. Ele pegou empréstimos, vendeu sua casa, viveu de aluguel antes mesmo de usar o dinheiro para investir tudo nelas. Uau, é errado da parte dela falar sobre ele assim. A vida toda dele foi arruinada por causa deles.”

Estranho não? Um comentário de tom tão pessoal ser o mais votado dentro do site. Poderia isso ser o CEO da Rascal comentando disfarçado? Ou só foi um desses netizens que não tem nada para fazer procurando criar polêmicas? De qualquer maneira, todos sabem que a Rascal Entertainment usou o Stellar de todas as maneiras com esses conceitos sensuais e provocativos, pegou o dinheiro do crowdfunding que elas mesmas fizeram com os fãs quando anunciaram um falso disband, entre outras. E o discurso de Hyoeun nem foi ofensivo. Nele ela expressou sua vontade de “continuar no grupo com mais duas integrantes diferentes”, mas que sua “gravadora a impediu”. O questionamento fica no ar….

Mas enquanto as respostas não aparecem, o Jesus Wore Chanel rankeou os singles das meninas durante esses 6 anos de pura escravidão e pouca fama. Stellar tem um dos melhores materiais mais recentes de um grupo, e o melhor é que sempre colocavam a boca no trombone e irritavam todos os netizens. Vem chorar as mágoas com a gente, já que só nos resta isso.

10. Study

09. Rocket Girl

08. Fool

07. UFO

06. Crying

05. Archangels of the Sephiroth

04. Mask

03. Marionette

02. Sting

01. Vibrato

#stellar #kpop #top10 #ranking

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s