Ru-Cap: RuPaul's Drag Race All Stars S03E05 "Experiência warholiana reversa"

Olá, Ru-Pocs! Hoje, Matheus e Michel unem-se num único catalizador de luz para tentar discorrer esse que foi um dos episódios mais bizarros e com runway mais prejudicado em tempos na história deste safado reality show que, mais uma vez, insistiu em nos fazer engolir marmeladas & roteiros pré-definidos. Pelo menos rendeu esse maravilhoso título que apenas pocs intelectual e artisticamente elevated entenderão de primeira o

Como sempre, aviso de que obviamente tem SPOILERS sobre o episódio!!! mas evitamos spoilers sobre futuros episódios.

Após o breve ataque cardíaco que Trixie Mattel teve durante a eliminação de semana passada, graças à Shangelloo mantendo até o último segundo o suspense de quem seria sua escolha para eliminação, estamos de volta ao workroom. Dessa vez não teve uma mensagem feia no espelho…. o que rolou foi uma conversa muito sincera entre Shangela e Trixie – com a medonha observação de BenDelaCreme no background – sobre o alívio e blá blá blá de que elas podem ser aliadas agora. E, claro, logo de cara já podemos tomar um shot à cada vez que Shangela manda uma referência à Game of Thrones pra qual ninguém tem tempo. o Ainda temos continuadamente-boazinha BenDeLaCreme e a continuadamente-amarga Kennedy não se bicando muito pela forma que ambas vêem o processo de eliminação da temporada – dramazinho que É CLAAAAROOOO que vai repercutir pelos próximos minutos do episódio e ser chave pra narrativa de ambas agora ou em breve futuro. Porra, nem tem mais como surpreender a gente tem com isso aqui, RuPaul – não que a maioria dos realities fuja desse padrão de close-ups dramáticos e confessionais ultra-debochados mas por mais de 10 temporadas isso aqui tornou-se a real “sabotagem interna” do próprio programa.

TYRAMAIL~~~ Em homenagem à Andy Warhol, RuPaula entra com uma peruca sequíssima da marca Wigs by Dida Ritz, queen esta que popularizou a estética “crackhead realness”, na workroom. Com o restante de criatividade que lhe sobram em seus últimos neurônios ainda não queimados pelo excesso de tóxicos e bad trips acompanhado de Lady Bunny, Ru anuncia um mini challenge de “quick drag” – que geralmente rende boas risadas justamente pelas gatas, após pouquíssima maquiagem usada em 15 minutos de prova, parecerem ter mais maquiagem no rosto que a Bob The Drag Queen – para transformar as queens em polaroids pop art. Kennedy surge A CARA DE AALIYAHZÃO caso ainda estivesse viva e em completa obscuridade a ponto de transformar-se numa véia gótica e amarga. Aja aparece em seu melhor look Dita Von Teese – clamando que sabe muito de referências de glamour Hollywoodiano old school kkkk guardem essa. BenDeLa e Bebe são versões de si um pouco menos esforçadas, ou seja, meh. Shangela nos dá um pouco de comédia e felizmente não rolou nenhuma menção aos jogos dos tronos. Trixie, heroína dessa edição, faz uma de suas personagens mulheres brancas ricas, dando uma boa aparecidinha após cair no ostracismo no último episódio e militando um pouquinho. A vencedora do mini-challenge é Aja, que realmente se destacou por suas referências old school kkkkkk e aí fica iludida toda pro desafio principal. Pobre ícone. RuPaula logo anuncia um maxi-challenge de temática interessante mas que deu tudo errado e vocês que assistiram o episódio vocês sabem do que eu tô falando. Deu tão errado quanto o próprio ARTPOP da Gaga 😥 thanks Kelvyn pela piadinha pouco amigável aos little monsters leitores nossos. O comum desafio de costura com temática de Andy e Studio 54 é incrível, além do fato delas entrarem no palco num cavalo branco – essa aqui vai ser daquelas explicações óbvias mas vai que temos leitores inocentes e 100% limpos das drogas, né? a cultura da cocaína era muito comum nos anos 70 e auge do disco porque na época era uma droga nova e super discreta, ao contrário das droga de cigarrinho, e os usuários diziam sentir-se andando num cavalo branco, afinal cocaína é branca né, na pista quando usavam. Agora, esse de vender uma sopa enlatada representando sua personalidade. Pelo amor de Deus???????? Tem é que tá muito cheirado pra pensar num desafio desses. Desafios de costura são sempre incríveis pois podemos ver a cara de certas caindo no chão – oi Shangela – mas… sopa enlatada? Provou por A+B que não tem mais nenhum neurônio funcionando, parabéns RuPaul.

Aja, no auge de sua inquebrável auto-estima e metralhando catchphrases e lacração pra todas as direções, numa coisa meio Alyssa Edwards depois de três RedBulls, tem a ideia GROUNDBREAKING de uma sopa doce e sexy. UMA SOPA DOCE. E SEXY. pois é assim que ela se vê. Delusion, convince yourself intensifies. Também temos Bebe no fim de sua sanidade nomeando ingredientes que terão em sua sopa, que se chamará – numa tradução livre, claro – “ATCHIM”. Precisa comentar? *O* Shangelão mais uma vez sendo a talking head mais incrível dessa temporada e investigando a falta de noção da outra em nomear uma sopa, geralmente tomada pra dar uma acalmada nos nervos, na garganta né, com a onomatopéia de um espirro. Shangela é a repórter investigativa que precisamos e que merecemos para o futuro do jornalismo televisivo. BenDelaCreme deixa claro que não é muito famosa por sua costura, até porque não sabe costurar, mas que ganhou um challenge de costura em sua temporada. Já Bebe desiste nos primeiros minutos da execução e pede todas as dicas 101 de costuras para a fada Aja, que logo lhe ajuda prontamente na moralzinha com a véia. Bebe ainda solta que Aja tem muita coisa a provar, como sempre jogando um shade ainda que sendo caridosa kkkkkkk GUARDEM ESSA TAMBÉM. Shangela aparece tendo muita dificuldade pra costurar, o que não seria um choque se a gata não tivesse sido eliminada por ser um desastre com máquinas de costura, e é ajudada por Trixie a fazer uma coisinha básica tipo escolher o tecido. O negócio que ela conseguiu costurar nem mesmo entrava em seu corpo, quiçá o tecido esticava. *OOOOOO* Esse é daqueles momentos que a gente se lembra por que Drag Race já foi tão legal. Pse Man Drag Race Era Melhor Antes Num Sei Que Lá Ltda. Forças ao ícone Shangela que já tava predestinada a ir para o bottom.

Dia de eliminação e as pocs voltam ao workroom com Aja extremamente confiante, incomodando todas nível Tyra Banks cantando alto enquanto as gatas da Season 2 tentavam concentrar-se em suas costuras. Logo após, enquanto se maquiam, BenDeLa e Kennedy discutem por algum motivo horroroso sobre a maneira como elas eliminariam as outras participantes se ganhassem o lip sync e pipipi pópópó. Episódio 5 já e ainda isso. BenDelaCreme quer jogar um jogo justo e técnico – mesmo tendo eliminado a Morgan Mcmichaels que morreu –, enquanto a Kennedy não aguenta mais e fica falando que a decisão é dela, não de um consenso do grupo. Talvez pela culpa de ter feito um favor à sociedade e eliminado a branca salafrária da Milk. Assim, a Alaska venceu o All Stars 2 pela brusinha emprestada da Roxxy, então os requisitos para salvar alguém podem viajar para todos os lugares não é mesmo little chanels…. party!

cancelado.

É hora de falar sobre um dos desafios mais idiotas desse programa *o* o negócio das latas de sopa ambulantes com a “marca” de cada uma das gatinhas é quase tão horroroso e de mau gosto quanto aquelas princesas e seus side-kicks da Season 9 – que inclusive rendeu Eureka O’ Hara quase ganhando o desafio num vestido com insetos falsos se achando a própria Violet Chachki na finale da Season 8, junto ao seu sidekick horroroso ursinha carente e britânica; quase o Sam Smith. AAAAAAAA pavor de lembrar disso tudo. E ainda por cima temos a narração de cada uma das queens sobre sua marca. Aja e sua sopa doce são uma bagunça horrível – look, brand, tudo. É UMA SOPA DOCE ENLATADA!!!!! Se alguém me falar que isso existe pra comprar vai ser a prova definitiva de que o capitalismo e a indústria alimentícia foram longe demais. Agora catem a surpresa: a marca da Shangela tem “hallelloo”! Shocking and riveting. Pelo menos não tendo nada de GOT já é alguma coisa, né? Trixie em sua jornada de herói apresenta a sopa menos pior do dia, que realmente tem um design legal e fiel ao personagem dela. É nítido o desespero da gatinha aqui por uma vitória porque a narração foi uma compilação de piadinha-após-piadinha sem muito espaço pra tomar um fôlego. Quem riu riu, quem não riu tá entendido também. Era tudo ou nada ou RuPaul ia cancelar ela já já. o Kennedy de vovó zzzzz we get it, you’re old. Bebe fez a mesma coisa que ela fez em toda a temporada e se escorou no carão de cantora de disco dos anos 70 atualmente sedada em pelo menos 4 anciolíticos. E, por fim, BenDeLa entregou comédia requentada.

Category is…….. um dos desafios de costura mais horrorosos of herstory. Até as garotas da Season 9 fizeram melhor que isso. MENOS VOCÊ ALEXIS MICHELLE. Ajânus nos dá uma Cher dopada de pouco brilho e proporções bem erradas. É visível como decaiu o nível de gosto quando a gatinha foi mexer com máquina de costura. Shangela apresenta seu filhotinho de Chernobyl: um look que nem Gloria Gaynor, no “auge” de seu ostracismo pós declarações homofóbicas, usaria. É claro que Shangelão vende essa merda com muito carisma mas não tem como engolir isso num Top 5. Trixie surge deslumbrante em mais um look Kesha encontra Barbie maquiadora; dessa vez Barbie Barretos goes inferninho da Augusta. Ao contrário de Ajânus, as proporções do jumpsuit são incríveis, bem como comentado por Michelle Visage. Ainda assim, é simples. Kennedy aparece de Namie Amuro ou Janet Jackson – tanto faz pois ambas são provavelmente a mesma pessoa mas em países diferentes – com make e peruca belíssimos mas num look básico as fuck. ………Bebe entrega mais uma vez o que vem fazendo desde o primeiro episódio……. Idem pra BenDeLa, surgindo mais uma vez de ‘cougar’, só que num nível um tanto abaixo do esperado se comparado aos últimos episódios. Essa peruca de afro fake que só queen branca pra usar foi emprestada recentemente pra sua amiga, BoA, pro edificante videoclipe de “NEGA DOLA”. o Em suma, tivemos um único look bom e ele foi SAFE assim como a queen que lhe apresentou.

Aqui o episódio me irritou profundamente. As críticas dos jurados não pareciam nem um pouco genuínas???? Quando Tituts Andromedon começou a elogiar Trixie e como ela havia obliterado o desafio da semana, parecia tudo lido de um roteiro. “AH MAN MAS É REALITY SHOW” PSE MAN MAS PODIAM FINGIR UM POUQUINHO MAIS @__@ Acredito que boa parte de acompanhar drag queens, reality shows; E TAMBÉM!!! conteúdo que une esses dois mundos!!!!!! é suspender nossa percepção da realidade entrar na fantasia da coisa – eu, Matheus, por exemplo, tô fingindo desde a Season 7 que a Trixie é vencedora moral desse programa – mas não nesse nível. Me questiono se RuPaul realmente é uma velha com absolutamente nenhuma empatia ou conexão humana com as pessoas que passam por esse programa pra estar brincando com a carreira de tanta gente assim. EN, FIM. Ajânus é massacrada por não saber a pronúncia de véias influentes dos anos 70, RuPaul fica braba. Bebe é aclamadíssima por não fazer nada demais novamente, et cetera, et cetera, as coisas continuam surreais e o bottom 2 é Aja e Shangelão apenas. É incrível a flexibilidade da véia loira em mudar o número de candidatas a eliminação de 2 a 3 quando bem entende, né? Por fim, Bebe e Trixie são as vencedoras dessa semana na qual pouca coisa fez sentido.

Aja tá massacrada e quer desativar por uns dias mas ainda precisa conversar com as miga pra tentar se salvar da eliminação. Shangela conversa com Bebe e Trixie, e lá vamo de alianças Game of Thrones. Ela não é a eliminada de hoje então tanto faz as conversas aqui e a Shangela pira demais também nos papos, sabe. Amar/odiar Shangelão num espaço de poucos minutos é talvez uma reação comum. Bebe, que obteve a ajuda de FadAja pra montar seu look essa semana e acabou no top 2 – no qual afirmou que montou tudo sozinha, conversa e reconforta a gatinha com muito discurso sobre ela ser maravilhosa e acaba a impedindo de falar suas razões pra ficar. *oooo* véia safada, se passando de boazinha. BenDeLa e Kennedy discutemzzzz porque não concordam com a filosofia por trás de cada eliminaçãozzzz mas logo unem-se para consolar FadAjÂnus. 40 wins tá ótimo, amiga.

Num lip sync DE MÚSICA DA DIANA ROSS, Bebe ganha por fazer sua Diana Ross que é quase que daquelas imitações feitas por toda drag queen. Perdoem a amargura quanto a Bebe nesse episódio mas arrastar a gata pr’uma vitória só por ela ser lendária é desserviço com nossa sofisticada inteligência. Ru-Pocs são tão inteligentes que zombam da super-inteligência da inteligente Sasha Velour. É arte, é pop, é experiência warholiana reversa. Trixie foi bem pr’uma música da Diana Ross e pra uma garota branca – OBS. Mundinho Mattel aqui: vocês sabiam que a barbiezinha do inferno não é branca? ela é uns por cento lá indígena o Trixie é a maior rainha branca que não é branca desde a Halse- mentiraaa – parabéns, amore, vai lá pegar mais um safe. Pouco importa pra Bebe a ajuda de Aja no desafio afinal SIM, ISSO DEVERIA CONTAR!!! – este blog não tem comprometimento com a imparcialidade quando se trata de RPDR (embora Shangela obviamente também não deveria ser eliminada) – e a fadinha é escorraçada. Parabéns ícone, você sobreviveu por meses sendo chamada de cover da Valentina e agora sai como uma das mais queridas a já passar pelo programa duas vezes. o Agora bora pra arapuca que RuPaul montou pra tu voltar à competição e possivelmente queimar sua imagem que, até então, tava ótima.

Hmmm RuPaul vc e filha da puta? Das cinco queens já eliminadas, só trazem três de volta. Ainda na temática de “Handmaid’s Tale”, eles trazem as três aias pro palco e RuPaul lhes conta que é hora de vingança. Porra, só o que me falta enfiarem arco de vingança que não existiu em “Handmaid’s Tale” no próximo episódio. Será que os produtores assistiram a mesma série que o resto de nós? Caro leitor, sinta a amargura escorrendo de cada palavra escrita nesse fim de texto; amargura que inclusive não levará a absolutamente nada além de frustração pra mim e pra quem se identificar com essas reclamações. o Quando essa desgraça desse programa deixa as histórias rolarem mais naturalmente sempre dá mais certo do que as vezes que forçam. Mas tanto faz pra eles enquanto a audiência estiver aumentando então ficam aqui minhas lágrimas de cabocla.

Uma dica muito do coração pra quem ainda não viu os spoilers do que se segue nos próximos três últimos episódios: não vejam. Além dos fatores surpresa do que tá prestes a acontecer serem diminuídos, vocês provavelmente vão surtar com os resultados que a maioria dos ‘insiders’ por aí tão apostando. Há ainda a possibilidade desses rumores todos serem derrubados e alguns outros posicionamentos ainda não estão muito claros mas vai saber.. Por hoje é isto, amores. Será que daqui pra frente as coisas vão melhorar e algum dos futuros episódios realmente nos dará o nível de qualidade do 3×3 “The Bitchelor” ou vai continuar nessa queda-livre? Apenas o tempo e fato de que a Season 10 de Drag Race terá como participante uma fã assumida da Ayumi Hamasaki, uma provável e infelizmente possível ‘early boot’ chamada Yuhua Hamasaki, poderão curar estas recentes feridas no coração de cada Ru-Poc. Até semana que vem, Trixienáticos!