JU2C #0.2: Can I get a witness (and an amen)?

O JU2C chega na sua segunda edição sendo #testemunha de grandes acontecimentos no mundo pop do ocidente e oriente – e volta e meia também sendo testemunha de crimes auditivos hediondíssimos. Entre bombas e escândalos de substâncias pesadíssimas e ilegais, botamos a boca no trombone e viramos todas formadoras de opiniões relevantes e amargas a la Wendy Williams. Além disso também vamos contar nossos testemunhos sobre acontecimentos que deixaram a comunidade cinematográfica bem shook, como o filme “Raw”, que fez as veganas desse podcast quererem comer um dedinho e “A Cura”, uma trip insana e não muito prazerosa que apesar da descrição, não é a música da Lady Gaga.

Ouça também este episódio no Spotify.

JESUS ERA CHARTZEIRA:
– A Cantora&Modelo que debutou para tombar, Dua Lipa
– Nossa problematic fave mais fave impossível: Azealia Banks
– Coitada da @katyperry (the ongoing saga)
– Gays viciadas no poder de Little Mix

JESUS ERA CINÉFILA:
– A gourmetização do canibalismo em “Raw”
– “A Cura”, que não é trocadilho pra certas músicas não promovidas de certas divas pop

JESUS ERA KPOPPER E OTAKA:
– Close&Beleza no debut da ChungHa
– A Bomba intergalática das meninas Cosmic Girls
– Teaser do fim tão próximo das falsas bulinadoras T-ARA
– Gays conspiratórias não tem medo de serem perseguidas pela Coreia do Sul: O caso de T.O.P e da YG
– Recomendação croncantíssima do álbum novo do MONDO GROSSO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s