A última década passou voando e, digamos, a passagem do tempo tem um efeito devastador nos membros do JESUS USAVA CHANEL, já que todos estamos chegando (mais cedo ou mais tarde) na periclitante faixa dos 30 anos. Dito isto, 2011 foi um ano que rendeu um número incrível de álbuns subestimados e que acabaram se tornando clássicos pop sem que nós sequer percebêssemos com clareza – e é por isso que o décimo episódio do nosso podcast vai falar exatamente sobre esses discos decenários e como eles tiveram uma importância enorme para a construção do ouvinte pop contemporâneo e do fã regular de cantoras flopadas e obscuras. Sintoniza seu rádio aí e vem dar play no JU2C #10!

Numa tentativa vã de redenção, resolvemos voltar justamente analisando os lançamentos relevantes que rolaram enquanto estivemos fora do universo musical/cibernético/pós-irônico dos gays da internet. Fato é: NENHUM girlgroup asiático lançou algo relevante em 2021 até agora, então voltamos a nossa atenção para as solistas coreanas e suas tentativas de sucesso durante esses primeiros três meses do ano, tentativas essas que pelo menos foram mais sólidas e frequentes que os grupos completos.

Um ano após o surpreendente comeback do JESUS USAVA CHANEL com o episódio “Futilidades e BBB em tempos de quarentena”, lançado em 2020, absolutamente nada mudou e nós continuamos mofando em casa e dando aquela espiadinha indispensável no Big Brother Brasil. É por isso que dessa vez voltamos com uma PARTE 2 daquele episódio, agora comentando é claro o BBB 21 e a maturidade (ou alopração) da dinâmica Pipoca x Camarote, que elevou os índices de audiência do programa e trouxe personagens que já entraram pra história do reality. Vem dar play!

Quem conhece um pouco do #nicho do K-pop sabe que a Coreia do Sul tem a duvidosa mania de “viralizar” faixas antigas (ou não tão antigas) de grupos desconhecidos e que já estão à beira do fracasso e disband, dando a esses atos musicais uma nova chance de sucesso e impulsionando essas faixas empoeiradas nos charts mais relevantes do país. A viralização acontece por motivos diversos: desde integrantes de girlbands dando aulas práticas de ginecologia em performances ao vivo, até grupos caindo de cu em palcos ensaboados no intuito de gerar pena no grande público.

O excelentíssmo podcast do JESUS USAVA CHANEL está de volta depois de alguns meses em hiato devido a problemas estruturais. E tem coisa melhor do que voltar – e dar o pontapé nos episódios de 2021 – com um episódio especialíssimo sobre TREVAS? Nesse oitava edição do JU2C, vamos falar um pouco sobre as Maldições modernas do universo pop, basicamente um compilado de urucubacas vindas direto do umbral e que tiram o sossego de artistas pop e todos os tipos. Vem dar play!

E finalmente VINTE-VINTE, o ano mais infame dos nossos ciclos temporais, chegou ao fim. Porém, antes de finalmente chutarmos essa urucubaca que foi o ano no geral, precisamos parar para uma indispensável e altamente culturalmente, socialmente, várias-coisas-mente relevante lista de 50 MELHORES MÚSICAS DO ANO pelo incansável JESUS USAVA CHANEL. Dessa vez reunimos todas as músicas em um post só pois simplesmente não havia tempo para postar a lista em partes separadas – o que é ótimo para você que entra no blog só pra dar uma conferida tão curta quanto a sua capacidade de se concentrar em qualquer atividade.

Começando as (atrasadas) listas de fim de ano do JESUS USAVA CHANEL, não podíamos deixar de fora um dos alicerces mais importantes da indústria musical: os videoclipes. 2020 foi um ano com visuais particularmente bastante diversificados, e nós aqui do blog visamos reunir nessa lista uma boa quantidade de artistas dos mais diversos gêneros e locais do mundo que dialogam com o que o público do JU2C geralmente ouve.

Após um atraso de um dia para a demorada apuração dos milhares de votos da premiação, o CHANEL AWARDS 2020 está no ar com a sua incomparável lista de vencedores. A votação, que durou seis dias, contou com ampla participação do público do JESUS USAVA CHANEL e também da comunidade shitposter online, com o forte engajamento de fanbases das personalidades indicadas. Confira abaixo os resultados e porcentagens de cada categoria e até o ano que vem!